Falta de chuvas preocupa produtores do MS
CI
Agronegócio

Falta de chuvas preocupa produtores do MS

A seca e as altas temperaturas vêm castigando as lavouras na região Sul
Por:

Apesar de março ter sido chuvoso nos primeiros dez dias, repetindo as condições climáticas de janeiro e fevereiro, uma massa de ar seco e quente estacionou na região Sul do Mato Grosso do Sul, trazendo preocupação aos agricultores quanto ao destino da safrinha de milho.

A seca e as altas temperaturas (que têm atingido 40 graus no relento nos últimos dias) vêm castigando as lavouras que estão em fase de desenvolvimento vegetativo, em sua maioria. As áreas plantadas no final de fevereiro estão em floração.

O problema foi confirmado nessa quinta-feira (29-03) pelo presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados (Aeagran), Ângelo Ximenes, ao lembrar "que o milho está precisando de chuva, porque está todo plantado". Mas as previsões são de precipitações fracas apenas na próxima semana.

Ainda não existe estimativa para plantio de milho de inverno em Dourados, o maior produtor do Estado. Mas na safra passada foram cultivados 75 mil hectares.

Segundo a Embrapa Agropecuária Oeste, em março foram registrados 124,8 milímetros de chuva. Mas elas se concentraram nos primeiros dez dias, beneficiando a germinação, mas o excesso de umidade faz falta neste momento.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink