Ferrovia da Integração chegará a Mato Grosso
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

LOGÍSTICA

Ferrovia da Integração chegará a Mato Grosso

Ligação ferroviária é importante ponto para escoamento de grãos
Por: -Eliza Maliszewski
1208 acessos

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu renovar a concessão da Ferrovia Vitória-Minas, da Companhia Vale. Com isso devem começar no mês que vem as obras da chamada Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico). 

O trecho deve beneficiar diretamente o estado de Mato Grosso, maior produtor de grãos, sendo uma opção logística de escoar a safra em direção aos portos brasileiros de grande capacidade como Itaqui, no Maranhão, ou ao Porto de Santos, através da conexão com a Ferrovia Malha Paulista. Isso porque a Fico ligará a cidade de Água Boa, no Vale do Araguaia (MT), até a cidade de Mara Rosa, em Goiás, cujos trilhos se conectarão com a Ferrovia Norte-Sul. 

Na primeira fase a ligação ferroviária terá uma extensão de 348 quilômetros. Na segunda etapa de obras, a previsão é que sejam feitos 518 km de Água Boa até Lucas do Rio Verde, com construção de um terminal de cargas e os trilhos passando por mais 15 cidades da região e 740 quilômetros até Porto Velho, em Rondônia.

Em maio, após decisão do TCU, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) já havia assinado contrato para renovação antecipada da Malha Paulista, operada pela Rumo Logística, que assegura o avanço da Ferronorte em Mato Grosso, partindo de Rondonópolis, no Sul do Estado, onde está instalado o maior terminal ferroviário de cargas da América Latina, até Cuiabá, capital do Estado, e depois seguindo até a cidade de Sorriso.

Além da extensão da Ferronorte em Mato Grosso e da implantação da Fico, Mato Grosso aguarda para outra decisão do TCU, que trata da Ferrogrão, que ligará Sinop, também no Norte do Estado, a Miritituba (PA). Com 933 quilômetros de extensão, são esperados investimentos de R$ 8,4 bilhões no projeto de concessão.
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink