Fetag-RS orienta que fumicultor plante menos
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
TABACO

Fetag-RS orienta que fumicultor plante menos

Entidade incentiva a redução de área de plantio e a não exclusão de produtores
Por: -Eliza Maliszewski

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (Fetag-RS) orienta os produtores de tabaco a reduzirem a área plantada na próxima safra. O setor vive uma crise há alguns anos onde os custos de produção estão superando os lucros e o excesso de tabaco tem sido recusado pela indústria fumageira que vem suspendendo contratos de integração.

Segundo a Comissão para Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração do Tabaco (CADEC), os custos de produção para esta safra variam de R$ 8,19 a R$ 9,38 por kg, com produção média entre 2.352 e 2.703 kg por hectare. Já a comercialização está bem longe disso, variando de R$ 40 a R$ 100 a arroba, no máximo, ou R$ 6,60 por kg. 

No Brasil são 180 mil famílias que vivem da atividade. Cerca de 150 mil só na Região Sul. Nesse sentido a Fetag-RS orientou que o produtor plante somente o volume contratado para ter maior controle da produção, melhores preços, maior qualidade no tabaco, obtendo melhor classificação na venda e, consequentemente, mais renda. A entidade também incentiva a diversificação de culturas na propriedade.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink