Agronegócio

Fethab 2 é discutido com produtores rurais de Juína

A Famato e a Aprosoja apresentaram aos produtores rurais uma nova proposta do governo do Estado de uma reforma no Fethab.
1963 acessos

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) apresentaram, em caráter informativo, aos produtores rurais do município de Juína uma nova proposta do governo do Estado de uma reforma no Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). O encontro realizado na noite de segunda-feira (16) faz parte de uma rodada de discussão que vai percorrer os municípios polo do estado.


 
Segundo o diretor de Relações Institucionais da Famato Rogério Romanini, o objetivo da rodada é levar informações sobre as propostas de investimentos do governo para o setor produtivo, assim como ouvir o posicionamento dos produtores rurais. ?O plano traz novas rotas de estradas que têm diferentes escoamentos, de diferentes regiões. E hoje apresentamos essas propostas para a região 4 que é a de Juína para que eles discutam e definam se são essas obras que realmente atendem as necessidades do município ou se eles têm outras prioridades?, disse Romanini.
 
Na proposta apresentada pelo governo as mudanças vão impulsionar os investimentos na pavimentação de rodovias e na recuperação de vias importantes que escoam a maior safra agrícola do Brasil.Porém, para a maioria dos produtores rurais de Juína, o Fethab 2, como foi intitulado, implica em elevação de custos.

 
Pela proposta inicial a ser estabelecida em um prazo de aproximadamente cinco anos, os produtores estariam vinculados à manutenção de estradas. Diferentemente do que pensam os agricultores e pecuaristas que entendem que essa proposta não deve ser aceita, embora já tenha sido aprovada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso.
 
Para o presidente da Aprosoja Endrigo Dalcin quem vai decidir se vão aceitar ou não a proposta do governo são os produtores rurais. ?A Aprosoja está apenas levando a informação e intermediando as discussões para que não seja aprovada sem o aval do setor. Porque toda vez que se fala em pagar um pouco mais gera-se uma polêmica, entretanto, o produtor deve olhar e entender se é benéfico para a região esse novo tributo e essa nova contribuição?, apontou Dalcin.

 
O produtor rural e presidente do Sindicato Rural de Juína José Lino Geraldo Martins Rodrigues é contra a taxação sobre as commodities de soja, algodão e gado. Na avaliação de Rodrigues não é justo cobrar apenas dos produtores rurais. ?Não acho justo que somente os produtores paguem a conta. Seria justo aumentar mais dez centavos no valor do combustível e toda a sociedade pagar pelas melhorias nas obras de infraestrutura e logística do estado?, defendeu o produtor.
 
O prefeito municipal de Juína Hermes Bergamim manifestou sua opinião contrária à aprovação do Fethab 2. Segundo Bergamim, o plano do governo para a região de Juína não atende as expectativas do município. ?Meu parecer como produtor rural e como prefeito de Juína é contra o Fethab 2. Entendo que o  momento em que vive o país não é a hora de aumentar a cobrança do Fethab, sem falar que não vamos ver o que for pago ser revertido para o município. Vamos arrecadar e o valor não vai voltar. Então, eu sou contra o Fethab 2016?, assegurou.

          
A primeira reunião da rodada foi realizada na manhã de segunda-feira (16) no auditório do Sindicato Rural de Tangará da Serra. Os produtores da região 3 exigiram reformas profundas nos gastos do governo, da Assembleia Legislativa e Judiciário, assim como a implantação de projetos de desenvolvimento sustentável, alternativas que gerem mais emprego e renda, infraestrura e logística e menos impostos. Participou das discussões em Tangará da Serra o vice-presidente da Famato Normando Corral.
 
As datas das audiências públicas que irão discutir os planos de investimentos em rodovias, divididos em nove regiões do estado, serão remarcadas nos próximos dias.
 
Confira as datas das próximas reuniões de alinhamento dos produtores:
 
17/05 ? Sapezal  às 9h
17/05 ? Cáceres às 19h
18/05 ? Sorriso às 9h
27/05 ? Confresa às 9h
27/05 ? Água Boa às 19h                             
30/05 ? Rondonópolis às 9h
30/05 ? Primavera às 19h
06/06 ? Alta Floresta às 9h

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink