Celulose

Fibria vê demanda robusta por celulose, reduzirá produção em Aracruz em 2018

A companhia está projetando uma produção de celulose em Aracruz de 2,1 milhões de toneladas em 2018
Por: -Alberto Alerigi Jr.
105 acessos

A produtora de celulose Fibria FIBR3.SA está vendo a demanda pela matéria-prima do papel como robusta nos próximos meses e planeja reduzir sua capacidade na fábrica de Aracruz (ES) em 200 mil toneladas em 2018, diante de fatores que incluem custo de madeira, afirmou o presidente da maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, Marcelo Castelli, nesta terça-feira. A companhia está projetando uma produção de celulose em Aracruz de 2,1 milhões de toneladas em 2018 ante nível regular de produção de 2,3 milhões, disse Castelli em teleconferência com jornalistas.

Sobre a nova linha de produção em Mato Grosso do Sul, conhecida como Horizonte 2, a projeção de produção em 2018 segue sendo de 1,755 milhão de toneladas, mas a tendência “é ser maior que isso”, disse o executivo. Mais cedo, a Fibria divulgou que teve lucro líquido de 743 milhões de reais no terceiro trimestre, ante resultado positivo de 32 milhões no mesmo período do ano passado, apoiada em aumento de produção, preços maiores e resultado financeiro positivo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink