Fiscais agropecuários do RS devem ficar parados até dia 31

Agronegócio

Fiscais agropecuários do RS devem ficar parados até dia 31

Greve consiste na paralisação de atividades nas Inspetorias de Defesa Agropecuária (IDAs)
Por:
2351 acessos

A falta de informações do Governo Gaúcho sobre o pagamento do 13º salário dos servidores e também sobre os vencimentos de dezembro provoca a manutenção da greve dos fiscais estaduais agropecuários e outras categorias até o último dia do ano. A presidente da Associação dos Fiscais Agropecuários do RS (Afagro), Angela Antunes, afirma que o pacote de desmonte do Estado não era o único motivo da paralisação, “por isso os servidores em greve vão permanecer de braços cruzados até o dia 31, mesmo se não houver convocação extraordinária, conforme aprovado na assembleia do sindicato e protocolado na Casa Civil”.

A insegurança sobre o pagamento dos salários, direito básico de qualquer trabalhador, torna a situação ainda pior quando o repasse de recursos para a atividade também não acontece. “Temos colegas pagando combustível, consertos de carros e equipamentos do próprio bolso, sem receber o ressarcimento”, afirma Angela. 

A greve consiste na paralisação de atividades nas Inspetorias de Defesa Agropecuária (IDAs), que afeta especialmente a emissão de Guias de Trânsito Animal (GTA) e Permissões de Trânsito Vegetal (PTV), suspensão do trabalho em frigoríficos de inspeção estadual e atuação em apenas um turno nos Postos Fixos de Divisa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink