Formicida orgânico é alternativa contra pragas 

MEIO AMBIENTE

Formicida orgânico é alternativa contra pragas 

Produto atende a demanda por alternativas orgânicas e biodegradáveis
Por: -Leonardo Gottems
1604 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

Foi lançado o primeiro formicida orgânico que promete combater pragas de difícil controle nas lavouras e tentar acabar com a superpopulação organizada das formigas, que causam inúmeros prejuízos no campo. De acordo com a Santa Clara Agrociência, desenvolvedora do produto, a Bioisca se diferencia dos outros formicidas porque não emite níveis de toxidade e ser 100% biodegradável. 

Segundo Marcelo Rolim é diretor de Marketing da Santa Clara Agrociência, em informações prestadas para Portal Global CropProtection, o mercado de orgânicos está crescendo no Brasil e, consequentemente, a demanda por insumos orgânicos também. Nesse cenário, ele diz que essa é uma boa alternativa biológica para integrar as técnicas de manejo. 

"O mercado de insumos orgânicos no Brasil cresce consistentemente, e deve manter o ritmo nos próximos 5 anos. Além do segmento de produtos orgânicos, a cadeia produtiva tem se aberto de forma geral, e vem mostrando boa aceitação para produtos com tecnologia biológica para completar as opções de manejo e proteção das lavouras. Por isso o crescimento para Brasil e América Latina deve se manter em 15% a.a., e atingir 25% de todo mercado de proteção de plantas até 2027”, comenta. 

Para Rolim, a demanda por insumos biológicos é tamanha, que a Santa Clara está investindo nesse segmento como sendo o seu carro-chefe para os próximos anos. Assim, a Bioisca pode ser o primeiro passo para toda uma indústria brasileira de biodefensivos. 

“Desenvolvimento do conhecimento científico e a demanda de mercados consumidores internos e externos devem ser fundamentais para que isso se realize. Considerando esse cenário, a Santa Clara espera que a unidade de bioproteção seja a sua maior área de negócio no futuro, e investe maciçamente na pesquisa de novos produtos para esse segmento", finaliza. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink