Frete e redução de preços internacionais devem afetar cotações brasileiras
CI
Agronegócio

Frete e redução de preços internacionais devem afetar cotações brasileiras

Recomposição dos estoques internacionais
Por:
Safra recorde no Brasil e colheita abundante nos Estados Unidos devem levar a recomposição dos estoques internacionais, prevê Cláudio Zago

Os custos de frete e a redução dos preços internacionais devem impactar as cotações de milho no Brasil, especialmente no Mato Grosso, defende o engenheiro agrônomo e diretor superintendente da Helix, empresa de sementes do Grupo Agroceres, Cláudio Zago.


“Pode haver a necessidade de intervenção do governo, promovendo leilões para equilibrar os preços naquela região entre R$ 12 e R$ 13”, disse o executivo que vai participar nesta terça-feira, dia 30 de abril, da Agrishow (20ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação), que vai acontecer em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

O especialista prevê para este ano a colheita da maior safra de milho do país, estimada em 77 milhões de toneladas. “Esta safra abundante deverá recompor nossos estoques e este quadro aliado a uma provável grande safra nos Estados Unidos forma um cenário de recomposição dos estoques mundiais”, pondera Zago.


Os elevados preços do grão no ano passado estimulou o plantio para esta safra no Brasil, o que levou a expectativa de colheita recorde. Nos Estados Unidos, o clima favorável também contribuiu para uma safra elevada, explica o executivo.

“No ano passado tivemos no Brasil uma combinação de alta produtividade com preços elevados, motivada principalmente pela grande queda na safra americana e pelas boas condições climáticas, especialmente na safrinha. Em 2012 tivemos a maior exportação de milho de todos os tempos e nos primeiros meses deste ano continuamos a ter um bom ritmo de embarques, equilibrando os estoques e mantendo os preços”.

As principais tendências e perspectivas para o mercado de milho em 2013 serão apresentadas pelo especialista nesta terça-feira, dia 30 de abril, no estande da Biomatrix na Agrishow.

Tecnologia e rentabilidade
O uso de boa tecnologia de produção é importante para garantir boa rentabilidade no campo, destaca Zago. “Escolher um bom híbrido e dar a ele as melhores condições para expressar seu máximo potencial pode ser a diferença entre lucro e prejuízo no campo. Se optar por híbridos geneticamente modificados, é importante utilizar as práticas recomendadas como plantio de áreas de refúgio, ter atenção às pragas secundárias e a novas pragas relatadas em algumas regiões nesta safrinha”, alerta.


Ele ainda ressalta a importância de estar atento para a ocorrência de pragas controladas pelo evento transgênico, que em situações de estresses ambientais podem aparecer. “Algumas vezes pode exigir aplicação de inseticida, finaliza.
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.