Frutas ficaram mais caras em agosto
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Pixabay

PREÇOS

Frutas ficaram mais caras em agosto

Mamão, melancia e maçã registraram aumento nas Centrais analisadas
Por: -Eliza Maliszewski
329 acessos

As frutas pesaram mais no bolso em agosto. A análise é do 9º Boletim Prohort da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A pesquisa envolve cinco frutas nas principais centrais de abastecimento do país.

O maior peso foi sentido no mamão. O frio também favoreceu o encarecimento no atacado. As condições climáticas atípicas para a temporada afetaram o amadurecimento refletindo em uma menor oferta da fruta, principalmente nas primeiras semanas de agosto. A alta superou 120% no Rio de Janeiro e 78% em Goiânia. 

Além do mamão, melancia e maçã registraram aumento nas Centrais analisadas. A melancia apresentou cotações em alta para o produtor, mesmo com o aumento da colheita em Goiás e Tocantins. Valorização de 46% no Rio de Janeiro e 31% em Belo Horizonte. Já a maçã teve alta de preços em quase todas as Ceasas aliada à oferta controlada, mas agora com tendência de queda de preços das maçãs graúdas, seja da variedade gala ou Fuji. Encarecimento também na capital carioca na casa de 40%.

Já a banana e laranja não tiveram movimentos uniformes. No entanto, a fruta cítrica tende a apresentar um movimento altista uma vez que a atual safra é menor que a anterior, o que enxugou o volume e restringiu os carregamentos que foram para os consumidores finais. As vendas externas também aumentaram devido à baixa safra na Flórida/EUA. Alta de 9% na CEAGESP.  Na banana alta de 31% em Curitiba e queda de 19% no RJ. 

O volume de exportação de frutas acumulado no Brasil até agosto de 2020 foi de aproximadamente 529 mil toneladas, quantidade 1,76% maior em relação ao mesmo período de 2019, e o valor auferido em dólares foi de quase US$ 507 milhões, 7,33% menor, em grande parte por causa da desvalorização cambial. Destaque para o crescimento do volume das exportações de limões e limas, maçãs, bananas, nozes e castanhas, e a queda para melancia, manga e melão.
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink