FUCHS conquista certificação Halal

Imagem: Divulgação

CERTIFICAÇÃO

FUCHS conquista certificação Halal

Para alcançar a certificação Halal, a empresa criou uma célula de produção dedicada
Por:
240 acessos

A FUCHS, maior fabricante independente de lubrificantes e produtos relacionados do mundo, acaba de adquirir a Certificação Halal, documento emitido para produtos fabricados por empresas que obedecem às diretrizes específicas da religião Islâmica. O selo, concedido pela FAMBRAS HALAL, possui diversas exigências de rastreabilidade, composição das matérias primas, armazenamento e manuseio dos produtos durante o processo produtivo.

De acordo com a Especialista de Produtos Food Grade da FUCHS, Lílian Miakawa, a conquista da certificação Halal traz uma nova leitura sobre os produtos e processos utilizados na planta da companhia. “O selo fomentou nossa visão holística, provendo um senso de exigência ainda mais crítico e apurado para todo o processo. Agora temos um diferencial competitivo mais robusto, com a adoção de novas práticas, aprimoramento dos processos e maior qualificação da nossa equipe”, ressalta. 

O certificado é um grande passo para a consolidação da estratégia da FUCHS como referência global em fornecimento de lubrificantes de grau alimentício que atende aos elevados requisitos internacionais de segurança. A certificação do Brasil soma-se às de outras quatro plantas do grupo, já reconhecidas em países como Alemanha – com duas plantas –, Estados Unidos e África do Sul.

Para alcançar a certificação Halal, a empresa criou uma célula de produção dedicada, para que a equipe aperfeiçoasse os processos dentro dos requisitos exigidos, contemplando desde aquisição e armazenamento das matérias primas, até a construção de estruturas dedicadas à produção, movimentação e estocagem dos lubrificantes de grau alimentício. Nos últimos anos, a FUCHS, conquistou uma série de certificações como a revisão da ISO 9001, ISO 21469 e certificação Kosher, pré-requisitos que contribuem para o processo de certificação Halal.

Lílian esclarece que o aprimoramento dos controles e processos internos, treinamentos e outros investimentos resultaram em um sistema de qualidade mais forte, ágil e confiável. “A certificação Halal avigora mais uma etapa em nossa escalada de aprimoramentos e boas práticas visando tornar a FUCHS um sinônimo de excelência na produção e fornecimento de lubrificantes”, reforça a especialista.

Crescimento do mercado Halal

As diretrizes do Halal não se limitam apenas à questão religiosa. Pesquisas revelam que estes produtos são cada vez mais procurados por consumidores não muçulmanos, como uma forma mais segura de consumo de alimentos saudáveis, de qualidade ou ainda como um símbolo de estilo de vida. Atualmente, a economia Islâmica representa 10% do PIB global e o Brasil, como produtor e exportador de destaque em alimentos, tem uma grande oportunidade de crescimento nos negócios. “Este cenário propõe um alto potencial de desenvolvimento não só para o mercado de alimentos, mas também para a cadeia de fornecedores dos segmentos de outras verticais como farmacêuticos, cuidados pessoais, cosméticos e agronegócio, que também utilizam lubrificantes de grau alimentício. Isto gera uma oportunidade de fortalecimento da indústria brasileira”, diz Lílian. 

Vale citar ainda que o Brasil lidera a lista de maior exportador de alimentos para OIC (Organisation of Islamic Cooperation) e as grandes empresas de alimentação no país já exportam para o mercado Halal. Isto demonstra que as demandas por lubrificantes de grau alimentício com certificados Halal tendem a aumentar e ganhar cada vez mais importância na cadeia de suprimentos das indústrias de alimentos.

Outro aspecto econômico que reforça a importância dos óleos lubrificantes food grade com certificação Halal é o crescimento da população islâmica mundial, que possui taxas muito acima da média das demais religiões, fazendo com que o consumo islâmico seja o maior do mercado de alimentação global. “Por ainda carecer de uma rede de fornecedores direcionados a este nicho, o setor passa por transformações. A tendência é que surjam marcas exclusivas e novos centros de pesquisas de alimentos Halal, além da formação de novos polos de produção específicos”, finaliza Lílian.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink