Gafanhotos: detectadas duas novas nuvens
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Senasa

PRAGA

Gafanhotos: detectadas duas novas nuvens

Retorno do calor ao Rio Grande do Sul volta a preocupar sobre os insetos
Por: -Eliza Maliszewski
1256 acessos

O Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) informou que foram encontradas duas novas nuvens de gafanhotos da espécie Schistocerca cancellata. As duas estão no norte do país: uma perto do rio Bermejo, na fronteira entre Formosa e Chaco, e outra na cidade de Ingeniero Juárez. 

Através da denúncia de um produtor, o órgão conseguiu encontrar os novos focos de gafanhotos na quarta-feira (29). As duas nuvens estõa há cerca de 15 km uma da outra. "A praga está em uma área de altas montanhas que dificulta a visão e é de difícil acesso, devido às poucas estradas e à presença de rios e córregos. No final de semana, o possível aumento de temperatura e os ventos do norte poderiam arrastar a nuvem em direção ao Chaco com velocidade significativa ”, explicou Julio González, especialista em gafanhotos.

Na nuvem que está mais próxima da fronteira com o Rio Grande do Sul, em Entre Ríos, foram realizadas novas aplicações de inseticidas em áreas florestais, onde foram encontrados gafanhotos. A vigilância continua em toda a área onde as populações que merecem controle são detectadas e devem ser realizados novos procedimentos nos próximos dias. O objetivo é controlar os gafanhotos restantes para evitar que consigam concluir o ciclo e botar ovos, o que levaria a uma nova geração local da praga.

A fronteira gaúcha segue em alerta. Neste final de semana as temperaturas acima dos 25 graus retornam ao Estado, o que poderia favorecer o deslocamento. No entanto, autoridades acreditam que dificilmente os insetos chegarão ao Brasil.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink