Goiás deve aumentar área plantada de soja, arroz e feijão na safra 2020/2021
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
AGRICULTURA

Goiás deve aumentar área plantada de soja, arroz e feijão na safra 2020/2021

Dados preliminares divulgados pela Conab estimam produção de 27,2 milhões de toneladas de grãos no Estado

De acordo com as últimas estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgadas nesta quinta-feira, (10/12), no 3º Levantamento da Safra de Grãos, é esperada a produção de 27,2 milhões de toneladas de grãos na safra 2020/2021 de Goiás. Caso se confirme a previsão, o Estado deve se manter como 4º maior produtor nacional de grãos, em uma área plantada de 6,1 milhões de hectares.

A soja continua o carro chefe da produção do Estado, em termos de volume, com a estimativa de 13,4 milhões de toneladas produzidas no Estado. O número representa um aumento de 2,1% na produção em relação à safra 2019/2020, e é esperado em uma área plantada de 3,7 milhões de hectares por todo o Estado (aumento da área de 4,2% em relação à safra anterior).

Em termos de volume, o milho também aparece com boas perspectivas para a safra 2020/2021, com estimativa de produção de 11,9 milhões de toneladas. O sorgo também aparece com destaque nas projeções da Conab, com estimativa de produção de 1,2 milhão de toneladas e aumento de 17,5% em relação à safra anterior, em uma mesma área plantada.

Nota-se, também, segundo a estimativa da Conab, que houve aumento da área plantada de arroz e feijão, no Estado. A área destinada à produção de arroz aumentou 7,1%, em relação à safra anterior, e a produção é estimada em 127,2 mil toneladas. Já o feijão teve aumento da área plantada em 2,2% e a produção é estimada em 329,8 mil toneladas.

Conforme avalia o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, apesar dos dados ainda serem bem preliminares, é destaque notar o esforço no incremento da produção no Estado. "Vemos, por exemplo, que os produtores do nosso Estado estão plantando mais arroz e feijão, além da tradicional soja, que também teve crescimento na área plantada. Isso mostra uma resposta do setor em aumentar ainda mais a produção de alimentos e garantir a segurança alimentar da população", avalia. "Do lado do Estado, o Governo de Goiás está trabalhando para garantir esses investimentos, a exemplo das cartas aprovadas do Fundo Constitucional do Centro-Oeste, o FCO, que tem destinado recursos para a melhoria da produção. É claro que ainda estamos muito no início da safra e alguns fatores podem interferir na produção, a exemplo do clima. Mas estamos colocando nossos esforços para, junto dos nossos produtores continuarmos entre os líderes da produção de grãos no Brasil", finaliza.

Outras produções

Também foi divulgado, nesta quinta-feira, o Levantamento Sistemático da Produção Agropecuária (LSPA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Destaque para a produção de cana-de-açúcar em 2020, com produção de 76,8 milhões de toneladas e aumento de 1,6% em relação a 2019. Com a produção, o Estado se mantém como o 2º maior produtor nacional.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink