Greve dos portuários argentinos está longe de acabar
CI
Imagem: Divulgação
MUNDO

Greve dos portuários argentinos está longe de acabar

Protestos ocorrem há um bom tempo
Por: -Leonardo Gottems

As greves dos trabalhadores de portos de grãos na Argentina para protestar contra a paralisação das negociações salariais atrasaram os embarques e ainda estão longe de acabar, informou a Reuters. Um porta-voz do sindicato URGARA, que representa os inspetores que verificam a qualidade dos grãos antes do embarque dos navios, disse que as paradas surpresa continuarão conforme necessário. 

As conversas sobre salários já acontecem há vários meses. As greves foram lançadas após o término de um prazo para negociação entre o sindicato e as empresas exportadoras, informou a Reuters. Os protestos afetaram a área agroexportadora de Rosário e Bahía Blanca. 

O conflito surge em um momento em que uma grande união tem ameaçado separadamente com uma ação de greve sobre pagamentos de pandemia, atualmente sob mediação do governo. A Argentina é o maior exportador mundial de farelo de soja processado e óleo de soja, e um dos maiores vendedores de soja in natura. 

“O diálogo é aberto com o URGARA, mas por enquanto estamos distantes em nossas posições”, disse à Reuters uma fonte da Câmara de Portos Comerciais Privados (CPPC) que pediu para não ser identificada. 

“Eles realizam medidas intermitentes, elas variam”, comentou a fonte do CPPC sobre os trabalhadores em greve. “Em alguns casos eles param os embarques, em outros impedem a entrada de caminhões (com grãos) ou não fazem hora extra”, completou. 

O protesto do URGARA ocorre em um momento em que outros sindicatos do setor agrícola do país também exigem aumentos salariais para compensar a alta inflação, embora haja menos movimento nos portos argentinos nesta época do ano, uma vez que os agricultores estão em fase de plantio. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink