Ibama fará vistoria técnica para liberar terminal intermodal de Itiquira
CI
Agronegócio

Ibama fará vistoria técnica para liberar terminal intermodal de Itiquira

Conclusão do terminal está dentro do cronograma estabelecido
Por:
O terminal intermodal de Itiquira está próximo de entrar em operação. O secretário-extraordinário de Estado de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes, Francisco Vuolo, informou que o Ibama já agendou para o período entre os dias 13 e 17 de fevereiro uma visita técnica no local para as últimas vistorias e posterior licenciamento de operação (L.O.).


“Sem essa licença o terminal não pode operar”, afirma. Segundo Vuolo, o governo do Estado está acompanhando par-e-passo todo o conjunto das obras. Tanto que, essa visita técnica, ressalta-se, deve a articulação do Governo de Mato Grosso que apresentou a demanda da ALL junto ao Ibama.

As obras de asfaltamento da MT-299, do entroncamento da BR-163 até o Terminal de Itiquira, serão concluídas ao menor sinal de estiagem. Francisco Vuolo ressalta, que o governo está trabalhando na celeridade da conclusão do asfalto. As obras estão em ritmo avançado e deverão estar concluídas nos próximos três meses.


A conclusão do terminal de Itiquira está dentro do cronograma estabelecido pela ALL em parceria com o governo de Mato Grosso. A Ferronorte, lembra Vuolo, agora deve chegar a Rondonópolis até o início de 2013, onde será construído um dos maiores terminais intermodais, para escoamento da produção agrícola e outros produtos.

O governo de Mato Grosso já está trabalhando nos estudos e projetos para extensão da Ferrovia Senador Vicente Vuolo entre Rondonópolis – Cuiabá. O trecho deverá ter 220 km e vai exigir um investimento na ordem de R$ 800 milhões. Vuolo destaca que os encaminhamentos dos estudos de EIA-Rima que serão feitos pela Universidade Federal de Mato Grosso e Universidade Federal de Santa Catarina estão sob a coordenação da Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT).


No trecho Cuiabá – Rondonópolis e Cuiabá – Santarém o modelo de concessão será definido em conjunto com o Governo Federal, pode ser concluída exclusivamente com recurso público ou por meio de PPPs, como é do interesse dos chineses que já formalizaram a intenção junto ao governo de Mato Grosso.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.