Importação de lácteos aumentou no segundo semestre

Láctos

Importação de lácteos aumentou no segundo semestre

Até outubro, segundo o MDIC, a importação de lácteos pelo Brasil totalizou 121,6 mil toneladas.
Por:
161 acessos

Até outubro, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a importação de lácteos pelo Brasil totalizou 121,6 mil toneladas. Na comparação com igual período do ano passado houve recuo de 17,9% no volume adquirido. A despesa caiu 21,3%, somando US$384,78 milhões. O principal produto comprado foi o leite em pó. O Brasil adquiriu, neste período, 77,3 mil toneladas, num total de US$219,84 milhões.

Os maiores fornecedores, em valor, foram a Argentina e o Uruguai, com 53,2% e 38,0%, respectivamente, ou seja, mais de 90% do total. Na comparação ano a ano, o volume de leite em pó caiu 15,5% e os gastos foram 26,0% menores. Apesar da redução nos dez primeiros meses em relação ao ano anterior, o volume importado cresceu no segundo semestre. Entre julho a outubro o país comprou 46,4% mais em volume que igual período de 2017. Para saber mais sobre o tema leia também a edição de novembro da Carta Leite: https://www.scotconsultoria.com.br/noticias/cartas/49665/carta-leite---importacao-de-leite-em-po-cresce-no-segundo-semestre.htm


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink