Infocafé de 04/05/22
CI
Imagem: Pixabay
INFOCAFÉ

Infocafé de 04/05/22

A bolsa de N.Y. operou com alta nesta quarta-feira (04), a posição julho oscilou entre a máxima de +3,80pts e mínima de -0,05 pontos, fechando em +2,85pts.
Por:

A bolsa de N.Y. operou com alta nesta quarta-feira (04), a posição julho oscilou entre a máxima de +3,80pts e mínima de -0,05 pontos, fechando em +2,85pts. O dólar fechou em queda nesta quarta-feira (4), em dia de anúncio de decisões sobre novas taxas de juros no Brasil e nos Estados Unidos. A moeda norte-americana recuou 1,26%, cotada a R$ 4,90. Na cena externa, os preços do petróleo subiram mais de 5% nesta quarta após a presidente da Comisão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que os países europeus planejam deixar de comprar petróleo da Rússia em até seis meses.

O Federal Reserve, Banco Central dos Estados Unidos, decidiu elevar a taxa básica de juros para o intervalo entre 0,75% e 1% – uma alta de 0,5 ponto percentual. O Fed não fazia uma elevação dessa magnitude desde maio de 2000. A decisão veio dentro do esperado pelo mercado financeiro. À noite, após às 18h30, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciará a a nova taxa básica de juros da economia brasileira, que deverá ser elevada em 1 ponto percentual, para 12,75%. Se confirmado, este será o décimo aumento seguido da Selic, o que levará a taxa ao maior patamar desde janeiro de 2017, quando estava em 13% ao ano. O mercado financeiro vê o ciclo de altas próximo do fim e projeta uma Selic em 13,25% ao ano no final de 2022. 

Segundo dados publicados na tarde desta quarta-feira (4) pela Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC), a produção de café arábica recou 7% no mês de abril na Colômbia. O relatório aponta produção de 750.000 sacas de 60 quilos de café verde. Em abril de 2021, a produção no país vizinho foi de 810 mil sacas. A Colômbia é o segundo maior produtor de café arábica do mundo e há alguns meses vem relatando quebra na produção diante do excesso de chuva no país, condição característica do fenômeno climático La Niña. Os números da FNC mostram também que nos últimos 12 meses (maio 2021 a abril de 2022), a produção colombiana ficou em 12 milhões de sacas, ou seja, 16% a menos da produção no ciclo anterior, com 14,3 milhões de sacas de café. No ano cafeeiro, de outubro de 2021 a abril de 2022, a produção está em aproximadamente 7 milhões de sacas, número que representa 17% a menos que no mesmo período anterior com 8,4 milhões de sacas. A atualização da FNC também trouxe redução nas exportações, de 18% com 845.000 sacas. Neste mesmo período em 2021, os embarques foram de pouco mais de um milhão de sacas. "Até agora este ano, as exportações caíram 12% para quase 4 milhões sacas de 60 kg, ante pouco mais de 4,5 milhões colocados nos mercados internacionais há um ano", afirma o relatório. Nos últimos 12 meses, as exportações caíram 10%, para quase 12 milhões de sacas, em comparação com as mais de 13,3 milhões de sacas exportadas no mesmo período anterior. A FNC finaliza com números do ano cafeeiro, mostrando que as exportações no período chegam a 7,3 milhões de sacas de 60 kg, 11% a menos em relação às 8,1 milhões de sacas exportadas no mesmo período anterior. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.