Inseticida à base de erva-cidreira pode ser usado no feijão

ECOLÓGICOS

Inseticida à base de erva-cidreira pode ser usado no feijão

Produto visa combater carunchos
Por: -Leonardo Gottems
3887 acessos

Uma estudante de doutorado em bioquímica na Universidade de Ibadan, na Nigéria, Mojisola Karigidi, que é a fundadora da Moepelorse Bio Resources, produziu um biopesticida à base de erva-cidreira para preservar feijões, leguminosas e grãos. Segundo ela, sua criação pode ser muito útil contra os carunchos do feijão. 

A pesquisadora afirmou que que "os carunchos que atacam grãos de feijão e milho no armazenamento podem destruir até 40 por cento dessas plantações, causando enormes perdas para agricultores e comerciantes. O produtor indiscriminadamente aplica inseticidas nessas lavouras e no armazenamento para minimizar ou eliminar as perdas tanto quanto possível”. 

No entanto, ela indicou que a prática dos defensivos químicos pode trazer alguns riscos para a saúde do aplicador e também para o meio ambiente e, por isso, desenvolveu esse método que é ecológico e amigável. Desse modo, ela utilizou seus conhecimentos em ervas medicinais para desenvolver a pesquisa. 

“Então, como bioquímico que trabalhava com plantas medicinais, decidi investigar e desenvolver um biopesticida à base de plantas para eliminar pragas de insetos que atacam as culturas alimentares armazenadas, particularmente feijão e milho usando folhas de erva-cidreira. Ele é usado localmente para o tratamento de febre moderada, malária e também é usado em produtos de chá verde por causa de suas propriedades medicinais. Tem um longo histórico de extensas aplicações terapêuticas na medicina tradicional em muitos países do mundo”, completa. 

“Além de suas propriedades medicinais, algumas pessoas acreditam que o crescimento da planta em torno de sua casa pode impedir a invasão de cobras e outros répteis. Essa crença motivou os membros da minha equipe e eu a investigar a capacidade inseticida da planta contra os gorgulhos (carunchos)”, conclui.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink