Inseticida ataca lagartas de todos tamanhos
CI
Imagem: Pixabay
DEFENSIVOS

Inseticida ataca lagartas de todos tamanhos

Novo produto serve para várias culturas e é focado em Spodopteras
Por: -Eliza Maliszewski

As lagartas são o terror dos agricultores na lavoura e atacam diversas culturas, desde grãos, fibras até hortaliças. O motivo principal são os prejuízos que causam. Elas, embora pequenas, são capazes de causar perdas de até 50% na produtividade. 

Só a helicoverpa, considerada uma das principais pragas agrícolas no mundo, causa danos anuais aproximados de US$ 10 bilhões no Brasil. Segundo levantamento do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), no milho, somente a lagarta do cartucho (Spodoptera Frugiperda), tem potencial para perdas entre 20 a 40%. Então em uma safra de 100 milhões de toneladas de milho se 20% fosse perdido seriam 20 milhões de toneladas a menos ou cerca de R$ 750 milhões de prejuízo ao produtor. A mesma praga pode reduzir em até 60% a produção, do algodão, com prejuízos econômicos anuais estimados de US$ 400 milhões.

O engenheiro agrônomo e consultor, Luis Henrique Kasuya, alerta que para o manejo o produtor deve pensar em áreas de refúgio. Para a lagarta do cartucho, por exemplo, essa área deve ser de pelo menos 20% na soja e algodão e de 10% no milho, de forma a preservar as tecnologias existentes e não causar a resistência. “A combinação somada com bom monitoramento e manejo integrado de pragas são a chave para ter materiais mais produtivos e rentáveis na lavoura”, aponta.

Em uma live, realizada nesta quarta-feira (9), a multinacional japonesa Sumitomo Chemical lançou um novo inseticida foca nas lagartas. Registrado com o nome comercial Abaday, o produto reúne dois princípios ativos, o Lufenurom e o Tiodicarbe. A combinação de choque com residual se complementam para combater lagartas de qualquer tamanho no primeiro e segundo instar das culturas. 

O produto tem duplo modo de ação, por contato e ingestão e é indicado para várias culturas como soja, milho e algodão. “As lagartas atacam a parte vegetativa e reprodutiva com grandes prejuízos. O Abaday é ideal para o MIP e manejo de resistência e está centrado em três pilares: a inovação, a eficiência e a confiança. É uma mistura única no mercado que chega para mudar a forma de combate às lagartas”, destacou Alexandre Manzini, engenheiro agrônomo e gerente de inseticidas da marca.

Quanto à aplicação ela pode ser feita com pulverizador ou via aérea. Na soja são indicadas duas aplicações, com cinco lagartas pequenas por metro. No milho a indicação de aplicação também inclui duas pulverizações, quando há 10% das folhas raspadas. E no algodão também são duas aplicações quando há 3 lagartas a cada 100 plantas. Veja mais recomendações na bula do AgrolinkFito.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink