Inteligência Artificial detecta Greening em citros

TECNOLOGIA

Inteligência Artificial detecta Greening em citros

Tecnologia anula a necessidade de treinamento do produtor para identificar sintomas
Por: -Leonardo Gottems
495 acessos

Pesquisadores do Instituto Nacional de Tecnologia Aplicada da Argentina (INTA Misones) estão utilizando técnicas de inteligência artificial para identificar sintomas da doença Huanglongbing (HLB) e deficiências nutricionais em folhas de plantas. A doença é popularmente conhecida como Greening ou “Amarelão” e é a principal preocupação dos produtores da cultura. 

De acordo com Javier Berger, engenheiro de computação e pesquisador do Comitê Executivo de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (CEDIT) no INTA Montecarlo-Misiones, Uma vez infectadas, as plantas não se recuperam e se tornam comercialmente improdutivas. Para identificar o vetor e diferenciar os sintomas da doença em ramos, folhas e frutos das árvores, é necessário um treinamento visual dos citricultores e monitores. 

Nesse cenário, eles criaram um software baseado no Deep Learning que obteve sucesso em laranja, tangerina, limão e toranja. "Com suporte em técnicas de inteligência artificial (IA), como sistemas de visão artificial que integram diferentes técnicas de processamento digital de imagens e métodos de classificação, criamos um sistema para dispositivos móveis", explica. 

Projetado para aparelhos celulares com sistema Android, este aplicativo "pode reconhecer sintomas de HLB e deficiências nutricionais, capturando fotografias de folhas em tempo real. É capaz de fazer a classificação de citrinos com sintomas de HLB, deficiência de magnésio, e assintomática deficiência de zinco, mostrando reconhecer os sintomas associados com o HLB, com 89% de perfeição". 

O aplicativo usa sistemas de visão artificial e automatiza tarefas que exigem pessoas treinadas para identificar, adquirir, processar e classificar imagens. Obtidas por câmeras digitais ou scanners, as imagens são processadas digitalmente com o objetivo de segmentar as regiões de interesse e extrair os descritores visuais que definem os objetos a serem classificados.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink