Irga confirma queda de 10% na área plantada no RS

Agronegócio

Irga confirma queda de 10% na área plantada no RS

Com a redução da área, a tendência é a melhora no preço pago aos produtores
Por: -Redação
2 acessos

O déficit hídrico nas regiões da Campanha e Fronteira Oeste e a descapitalização dos produtores foram decisivos para a redução de 10% da área plantada com arroz no Estado. Conforme o acompanhamento com os números finais divulgados nesta sexta-feira (05-01) pelo Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), o plantio foi finalizado com 921 mil hectares. Ainda segundo o levantamento, 71,4% das lavouras estão no estágio vegetativo, primeira fase após a emergência da planta.

Com a redução da área cultivada, a tendência é a melhora no preço pago aos produtores devido ao ajuste no quadro de oferta e demanda, explica o presidente do Irga Maurício Fischer. A previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é o consumo de 13,1 milhões de toneladas do cereal, sendo que a produção não deve passar de 11,06 milhões. Assim, irá faltar 1,2 milhão de toneladas, considerando o estoque de passagem, para o mercado interno.

Apenas na região da Campanha houve redução de 26% da área e na Fronteira Oeste, maior produtora das últimas safras, a queda foi de 18%. Já na Zona Sul, o plantio diminuiu 6,45%, principalmente em Santa Vitória do Palmar, onde foi plantado 16,6% a menos. A Depressão Central e as Planícies Costeiras Interna e Externa mantiveram a área plantada em relação à safra anterior.

Conforme Fischer, a condição atual da lavoura gaúcha é considerada boa, principalmente com as chuvas desta semana que garantiram um abastecimento normal de água para irrigação. O levantamento da Instituição aponta que, além de 71,4% das lavouras estarem no estágio vegetativo, outras 28,6% estão na fase reprodutiva, onde ocorre a floração.

Em termos de comercialização, a situação permanece inalterada. O preço da saca com 50kg e 58% de grãos inteiros fechou a semana cotado a R$ 22,44, conforme o índice Cepea/Esalq/BM&F. As informações são da assessoria de imprensa do Irga.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink