Japão permitirá importação de trigo geneticamente modificado

COMÉRCIO GLOBAL

Japão permitirá importação de trigo geneticamente modificado

Ano passado o país suspendeu compras de trigo canadense por ser geneticamente modificado
Por: -Leonardo Gottems
826 acessos

A Agência de Assuntos do Consumidor do Japão decidiu que os alimentos feitos a partir de plantas editadas por genes não precisam de rótulos especiais, o que acabou por animar os agricultores dos Estados Unidos que contam com uma demanda japonesa massiva por importações. Ainda não existe trigo comercializado por genes nos EUA, mas esse dia poderá chegar em breve, e é por isso que a US Wheat Associates (USW) está satisfeita com a aparente aceitação do Japão pela tecnologia. 

"A edição de genes fornece uma maneira segura e eficiente de fazer melhorias direcionadas em novas variedades de trigo que respondem a fatores ambientais, combatem doenças de plantas e beneficiam moleiros e consumidores. No entanto, esses benefícios só são possíveis quando os regulamentos são baseados na ciência e não enraizados no medo ", diz um novo relatório da USW. 

Nesse mesmo cenário, a Calyxt com sede em Delaware, está usando a edição de genes para desenvolver trigo que produzirá farinha com três vezes mais fibras que a farinha tradicional. Sendo assim, é possível dizer que a empresa espera colocá-lo no mercado em 2022. 

No ano passado, o Japão proibiu as importações de trigo canadense, depois que foi descoberto que parte do grão era geneticamente modificado. O movimento tem preocupado agricultores canadenses porque o Canadá é um dos maiores produtores de trigo do mundo, vendendo cerca de 11 bilhões de dólares (US $ 8,3 bilhões) anualmente, segundo informações da trt.net.tr. 

“A situação veio à tona depois que a Agência Canadense de Inspeção de Alimentos (CFIA) divulgou na quinta-feira que havia encontrado uma pequena quantidade de trigo geneticamente modificado em Alberta”, indica. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink