Justiça do Maranhão defere recuperação judicial da Herbinorte
CI
Imagem: Pixabay
RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Justiça do Maranhão defere recuperação judicial da Herbinorte

Empresa de distribuição de insumos agropecuários, enfrenta forte inadimplência em operações de barter
Por:

A Herbinorte, empresa com mais de 30 anos de história no mercado de distribuição de insumos agropecuários, como sementes, defensivos, medicamentos e fertilizantes em geral, obteve o deferimento do processo de recuperação judicial no último dia 7 de setembro. O pedido feito pela DASA Advogados foi formulado conjuntamente com os produtores rurais Nelson Henrique Valtuille Marttinez e Beatriz Maria Vian, que se dedicam à pecuária de corte, atividade paralela da empresa desde antes de sua fundação, em 1986.
 
Sempre na vanguarda de sua área de atuação e interagindo com as maiores marcas do mercado, a Herbinorte obteve um crescimento exponencial entre os anos de 2007 e 2018, tornando-se referência regional no mercado de distribuição de insumos agropecuários. Em seu auge, 2018, faturou R$ 99 milhões.

Nos anos de 2017 e 2018, a empresa aumentou seu volume de barter, operação financeira sem intermediação monetária – o cliente adquire insumos agrícolas, e, em contrapartida, emite Cédula de Produto Rural (CPR) em favor da empresa, prometendo o pagamento pós-colheita, com a entrega de grãos (soja e milho). Os grãos são, então, repassados às tradings (compradoras internacionais de cereais), que realizam o pagamento dos fornecedores de insumos que atuaram no início da operação.
 
No final de 2018, diante do alto valor da soja, a empresa sofreu inadimplência em massa por parte dos agricultores. Segundo a Herbinorte, a falta de pagamento deu-se de forma proposital, com desvio de grãos por parte de clientes ou venda a terceiros, a despeito do registro da CPR. O fato ocasionou queda superior a 45% no faturamento.

Ao deferir o processamento da recuperação judicial, a juíza Daniela de Jesus Bonfim Ferreira, da 1ª Vara Cível de Imperatriz (MA), determinou a suspensão de ações e execuções contra o grupo pelo período de 180 dias.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink