La Niña tem “grande chance de voltar”

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Imagem: Pixabay
AGROTEMPO

La Niña tem “grande chance de voltar”

Há uma chance de 67% de a fase neutra perdure no período de junho a agosto
Por: -Leonardo Gottems

O Centro de Previsão do Clima da NOAA (Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados) relatou que as temperaturas do Oceano Pacífico voltaram ao normal e provavelmente permanecerão assim durante o inverno do hemisfério sul. No entanto, há expectativas de que a “La Niña volte em breve”, informa o meteorologista Davi Moura, da Meteored.

“O centro de previsão do clima do governo dos EUA confirmou na quinta-feira (13) que a La Niña finalmente chegou ao fim. As condições neutras do fenômeno El Niño-Oscilação Sul (ENSO) foram estabelecidas e provavelmente continuarão durante o inverno do hemisfério sul”, explica o especialista. 

Há uma chance de 67% de a fase neutra perdure no período de junho a agosto, aponta Moura, mas “as chances de La Niña estão em torno de 50% a 55% durante o final da primavera e verão, ou seja, há uma grande chance de que a La Niña volte até o fim do ano. Portanto, dificilmente teremos um El Niño ainda este ano, pois a probabilidade é de apenas 7%. A fase neutra está com 40% de chance para o período da primavera e verão”.

Para o Brasil, ressalta o meteorologista, caso a previsão da La Niña no final do ano se confirme, geralmente há um beneficiamento nas chuvas sobre a região Norte e no norte da região Nordeste do Brasil. 

“De acordo com o modelo do Centro de previsão do clima, a anomalia de precipitação entre Junho e Agosto deve ficar na média com pequenas variações no cone sul do país (ligeiramente acima da média em São Paulo, Mato grosso do Sul, Santa Catarina e Paraná, e ligeiramente abaixo da média no Rio Grande do Sul) e no litoral leste do Nordeste Brasileiro (Abaixo da média)”, explica.

“Centro-Oeste, Norte e grande parte do centro do nordeste e sudeste, devem apresentar chuvas dentro da climatologia. Já as temperaturas devem ficar acima da média em todo país, principalmente no centro-oeste e em especial o estado do Goiás”, conclui Davi Moura.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink