Liquidez do trigo segue baixa e cotações recuam

Trigo

Liquidez do trigo segue baixa e cotações recuam

Cotações perderam força na semana passada
Por:
321 acessos

As negociações de trigo continuam lentas no Brasil, conforme indicam pesquisadores do Cepea. Representantes de moinhos compram apenas pequenos volumes para repor estoques. Além disso, colaboradores afirmam que muitos deles ainda têm recebido o trigo adquirido em períodos anteriores.

Nesse cenário de baixa liquidez, as cotações perderam força na semana passada. Para a temporada 2019/20, o reajuste do valor mínimo do trigo em grão e de sementes (a serem exercidos entre julho/19 e junho/20), pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), por meio da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), pode estimular agricultores a aumentarem a área destinada ao cereal. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink