Magnum 305 ganha troféu prata no Prêmio Gerdau

Agronegócio

Magnum 305 ganha troféu prata no Prêmio Gerdau

Case IH é premiada na categoria Novidade com o maior trator produzido no Brasil
Por: -Janice
1658 acessos
O trator Magnum 305 (305 cv), da Case IH, o maior trator produzido no Brasil, ganhou o Troféu Prata da categoria Novidade do Prêmio Gerdau Melhores da Terra de 2009. Os vencedores foram divulgados no sábado (29-8) e a premiação acontece na quarta-feira (2-9), na Gerdau Riograndense, em Sapucai do Sul (RS). Na categoria Novidade concorrem as maiores e mais significativas inovações tecnológicas lançadas recentemente.

O Magnum 305 e toda a linha de tratores e colheitadeiras da Case IH estão expostos no estande da marca na Expointer, que acontece em Esteio (RS) entre os dias 29 de agosto e 06 de setembro. Sem participar da feira desde 2002, a marca aposta nesta edição do evento e retorna à exposição, uma das maiores e mais importantes do Brasil e do Mercosul.

 
Representantes da Case IH e da Gerdau durante a entrega da placa de premiação do trator Magnum 305, máquina que levou o troféu prata, na categoria Novidade, do Prêmio Gerdau Melhores da Terra.

Magnum 305

A família de tratores Magnum, produzidos no Brasil desde 2002 pela Case IH, ganhou mais um integrante, o Magnum 305. Antes a linha oferecia tratores nas versões 220, 240 e 270 cv, e agora chegou ao mercado um trator com potência de 305 cv. O Magnum 305, o maior da família Magnum, soma a confiabilidade do motor Cummins com bomba injetora mecânica e a já reconhecida transmissão Full Powershift, sistema hidráulico de vazão de 121 l/min e automatização de tarefas, ajustes eletrônicos e limitador de patinagem.

Os Magnum incorporam o eixo dianteiro e traseiro heavy-duty de série, o que garante maior confiabilidade. O motor é da consagrada marca Cummins, de 8,3 litros, com bomba de injeção mecânica. O tanque de combustível, de 605 litros, dá maior autonomia ao trator e significa maior produtividade no campo. São equipados ainda com painel de instrumentos de fácil operação e posição elevada da cabine, dando maior visibilidade. São os preferidos em propriedades rurais que demandam alto rendimento operacional, pois permitem trabalhar mais hectares no mesmo período de tempo com menor consumo de combustível por hectare. Os modelos da linha Magnum ainda podem receber sistema para piloto automático.

Segundo o gerente de marketing da Case IH, Ari Kempenich, o novo Magnum 305 traz diferenciais que geram melhor desempenho e economia se comparado aos outros da categoria. “Com o Magnum 305 trabalhando no campo, nosso cliente garante uma melhor performance para tracionar implementos maiores, diminuindo tempo e custos nas operações, o que é de extrema importância, já que as janelas de plantio são cada vez mais curtas.”

Ainda segundo Kempenich, o Magnum 305 atende as necessidades atuais de agroempresários de diversos segmentos. “A versão 305 é principalmente indicada para grandes propriedades onde a agricultura empresarial pede cada vez mais produtos de alto rendimento e performance, por isso o principal cliente será o grande produtor de grãos, seguido pelo mercado de cana-de-açúcar”, conta.

Em termos de operação, o Magnum 305 mantém o DNA Case IH e as mesmas características dos demais membros da família. “Isto significa que as mesmas qualidades como simplicidade na operação e disponibilidade de instrumentos estão presentes neste modelo”, finaliza.

Estabilidade

Os Magnum são os maiores tratores produzidos no Brasil. Seu desempenho, marca registrada Case IH, garantido pelo chassis Surround™ do Magnum, confere grande estabilidade, durabilidade do motor e perfeita distribuição de peso. Resultado: uma excelente tração em operações. O novo eixo dianteiro autoblocante heavy duty, padrão em todos os modelos da linha Magnum, além de melhorar a tração das rodas, facilita ainda mais as operações e aumenta a durabilidade dos componentes. É também por causa do novo eixo que o rendimento no campo é maior com o uso do Magnum: o trator tem o menor raio de giro do seu segmento.

Possui tanque de combustível com capacidade iada em 70 litros, o que significa melhor desempenho e maior produtividade.

Transmissão

Facilidade de operação é mais uma das características dos Magnum. Os quatro modelos – 220, 240, 270 e 305 cv de potência – são equipados com transmissão Full Powershift 18X4, que permite que o operador troque de marchas, da 1.ª a 18.ª, com um simples toque no botão, sem a necessidade do uso do pedal de embreagem. O escalonamento entre as marchas, de 14% entre as médias, garante velocidade ideal de trabalho no campo. Esses tratores são equipados com transmissão que realiza a variação da velocidade automaticamente, de 4 a 40 km/h. A alavanca de inversão de direção Power Shuttle, unidade de controle de transmissão e embreagem mestra no centro da transmissão, fecham o conjunto.

Conforto

O painel dos tratores Magnum foi melhorado nos novos modelos. Todos os comandos estão ergonomicamente posicionados. Os controles intuitivos estão dispostos no descanso do braço do assento. O novo painel digital localizado na coluna direita da cabine, com monitor de performance integrado, é de fácil visualização e compreensão das informações. A cabine do Magnum é a maior do mercado. São 6,3 metros quadrados, 10% maior que a de máquinas concorrentes. A cabine é pressurizada e com ar-condicionado. Seu volante possui inclinação telescópica e o assento, suspensão a ar.

O rendimento operacional maior é garantido pela presença dos ajustes eletrônicos, controle de patinagem e sistema hidráulico de vazão de 121 litros por minuto, permitindo que o trabalho seja realizado em mais hectares no mesmo período, com menor consumo de combustível por área. As informações são da assessoria de imprensa da Case IH.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink