Mainardi abre oficialmente a colheita da uva no RS
CI
Agronegócio

Mainardi abre oficialmente a colheita da uva no RS

Secretário cortou o primeiro cacho no vinhedo Escosteguy, de Santana do Livramento
Por:
O vinhedo Escosteguy, um dos que mais se destacam no uso de irrigação de viníferas no Estado, foi o escolhido para a realização da abertura oficial da colheita da uva no Rio Grande do Sul, quinta-feira (02), em Santana do Livramento. "Os resultados positivos dessa propriedade, em termos de produtividade, demonstram a importância de se utilizar ferramentas de irrigação", destacou o secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Luiz Fernando Mainardi, que deu a largada da vindima no Estado, ao cortar o primeiro cacho da fruta do parreiral santanense.

O secretário destacou a importância da região da Campanha para o setor, já que 18% da produção de vinhos do Brasil é oriunda da metade sul do Estado. "Trata-se de uma região que conta com vinhedos novos, com menor incidência de doenças, com clima perfeito e facilidade na mecanização", apontou o secretário.

Mainardi enfatizou, ainda, que seria importante que, além do cultivo da uva, também fosse possível realizar o processo de beneficiamento e industrialização da fruta na região da Campanha, trazendo maior desenvolvimento econômico. O secretário lembrou de alguns benefícios para o setor como o aumento do repasse do Fundovitis para o Ibravin, de 25% a 50%, e a criação do selo fiscal. "Seria preciso agora realizar uma campanha de conscientização para que os consumidores passassem a exigir o selo", destacou Mainardi.

Sobre a safra da uva no Estado, a produção será um pouco menor, mas contará com excelente qualidade das uvas, pelo calor elevado e também pela redução da umidade. Dados levantados pela Seapa/RS em parceria com o Ibravin apontam que a produção de uvas em 2011 chegou a 700,2 milhões de quilos e que a estimativa para 2012 é de 600 milhões de quilos. A produção de uvas em Livramento foi de cinco milhões de quilos em 2011 e deve chegar a sete milhões de quilos na atual safra.

O coordenador da Câmara Setorial da Uva e Vinho da Seapa, Jorge Luiz Hoffmann, informou que a região de Santana do Livramento conta com 900 hectares de parreirais e que na região da Campanha são 1,5 mil hectares.

O proprietário da vinícola onde foi realizada a cerimônia de abertura da vindima, Luis Pedro Escosteguy, conta que começou a irrigar em dezembro do ano passado e que obteve ótimos resultados com o uso da técnica nos parreirais. Ele irriga 70% dos 40 hectares plantados e ressalta que a água na medida certa é indispensável para a "pega da muda", além de garantir que não haja perdas. Para Escosteguy, falta a conscientização dos produtores sobre a necessidade de armazenar água e de se ter tecnologia na falta dela. "Os jesuítas já falavam na existência de seca no Estado, então não é de hoje que passamos por esse problema e por isso precisamos encontrar saídas para enfrentá-lo", afirmou o produtor. Entre as variedades produzidas pelo agricultor estão as Cabernet Sauvignon e Franc, Merlot, Tannat, Chardonay e Pinot Noir.

Sobre o programa de irrigação do Estado, Mainardi disse que o lançamento está previsto para ocorrer nos próximos dias.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.