Soja

Mais de 30 pessoas são indiciadas em caso de desvio de sacas de soja em Júlio de Castinhos

Investigação iniciou em setembro de 2004 após denúncia de sócios
Por: -Renato Oliveira
8 acessos

 A Polícia Civil concluiu nesta quarta o inquérito que investigava o desvio de 100 mil sacas de soja da cerealista Agrodeltha, nesta quarta-feira, no município de Júlio de Castilhos, na região central do Rio Grande do Sul. Segundo a delegada, Alessandra Padula, foram indiciadas pelo crime 32 pessoas, entre elas, dois ex-funcionários, que responderão por furto qualificado por abuso de confiança; falsidade ideológica; crime contra ordem tributária; crime contra o sistema financeiro nacional e associação criminosa.

De acordo com a delegada, os denunciados usavam notas falsas para dar o golpe que teve prejuízo estimado em cerca de R$ 8 milhões e que atingiu 200 produtores. A investigação teve início em setembro de 2004 após denúncia de sócios da empresa e contou com apoio de funcionários cedidos do 4º Departamento de Polícia de Santa Maria. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink