Mais de 30 pessoas são indiciadas em caso de desvio de sacas de soja em Júlio de Castinhos

Soja

Mais de 30 pessoas são indiciadas em caso de desvio de sacas de soja em Júlio de Castinhos

Investigação iniciou em setembro de 2004 após denúncia de sócios
Por: -Renato Oliveira
11 acessos

 A Polícia Civil concluiu nesta quarta o inquérito que investigava o desvio de 100 mil sacas de soja da cerealista Agrodeltha, nesta quarta-feira, no município de Júlio de Castilhos, na região central do Rio Grande do Sul. Segundo a delegada, Alessandra Padula, foram indiciadas pelo crime 32 pessoas, entre elas, dois ex-funcionários, que responderão por furto qualificado por abuso de confiança; falsidade ideológica; crime contra ordem tributária; crime contra o sistema financeiro nacional e associação criminosa.

De acordo com a delegada, os denunciados usavam notas falsas para dar o golpe que teve prejuízo estimado em cerca de R$ 8 milhões e que atingiu 200 produtores. A investigação teve início em setembro de 2004 após denúncia de sócios da empresa e contou com apoio de funcionários cedidos do 4º Departamento de Polícia de Santa Maria. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink