Manga tipo exportação
CI
Agronegócio

Manga tipo exportação

Depois de dez anos de negociação, produtores de manga de Petrolina, em Pernambuco, começaram a exportar para o Japão
Por:

Depois de dez anos de negociação, produtores de manga de Petrolina, em Pernambuco, começaram a exportar para o Japão frutos da variedade kent.

A variedade foi desenvolvida na Florida, nos Estados Unidos. Os frutos são bem grandes e chegam a pesar até 600 gramas. A manga kent tem atrativos especiais que conquistam o mercado externo: pouca fibra, formato oval largo e caroço pequeno.

Em uma fazenda de Petrolina são 120 hectares plantados. Por ano, são colhidas 3,6 mil toneladas da manga kent. Toda a produção terá um só destino: o Japão.

Os cuidados com o fruto começam na plantação. Para entender as exigências do mercado oriental, foram desenvolvidas pesquisas de tratamento adequado para que a manga produzida seja livre da mosca da fruta, já que o Japão é considerado um país completamente livre dessas larvas.

Do campo as mangas vão para o galpão da fazenda, onde passam por um longo processo de limpeza e seleção.

“A fruta passa por uma série de lavagens para que sejam tiradas todas as sujidades do campo, a poeira, o resíduo do próprio látex e para que haja a desinfecção da fruta, considerando os critérios da segurança alimentar”, explicou Cecília Vasconcelos, gerente de qualidade.

Depois, as mangas passam pelo processo hidrotérmico. Gaiolas ficam imersas na água com uma temperatura de 45ª a 50ª.

O fiscal federal do Ministério da Agricultura do Japão fiscaliza todo o processo e anota cada detalhe. Segundo ele, o acompanhamento faz parte das exigências do protocolo assinado entre Brasil e Japão.

O processo de embalagem da manga kent para o Japão é bem artesanal e cheio de detalhes porque os japoneses costumam presentear os amigos com frutas. Uma caixa de mangas pode ser uma opção de presente.

O fundo da caixa é forrado com espuma. Cada manga é envolvida em uma rede que protege de impactos. Dentro de cada caixa segue um manual de instruções que ensina a melhor forma de consumir o fruto.

Depois, as mangas vão para a câmara fria. São conservadas a dez graus negativos até chegar a hora serem colocadas nos containeres.

As mangas saem do aeroporto de Petrolina direto para Luxemburgo, na Europa, de onde seguem para Komatsu, no Japão.

Apenas duas fazendas conseguiram a certificação para vender a variedade kent para o Japão. Outras cinco empresas também entraram com o pedido.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.