Mapa aprova regras para avanço de status sanitário
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,676 (-0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,47 (1,26%)

Imagem: Marcel Oliveira

FEBRE AFTOSA

Mapa aprova regras para avanço de status sanitário

A medida é necessária para a evolução do status sanitário, previsto para maio de 2021
Por: -Eliza Maliszewski
490 acessos

O Ministério da Agricultura deu mais um passo rumo ao fim da vacinação do rebanho contra febre aftosa no Brasil. Seguindo o cronograma do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (Pnefa), foi publicada, nesta quarta-feira(15), uma Instrução Normativa que aprova as diretrizes gerais para a vigilância da febre aftosa. A medida é necessária para a evolução do status sanitário, previsto para maio de 2021.

A atualização visa a adaptação aos conceitos internacionais da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) que envolve o trânsito de animais entre as zonas livres. Entre as principais mudanças estão a permissão do ingresso de animais vacinados destinados para abate e exportação em zonas livres sem vacinação e a permissão do retorno de animal originário de zona livre sem vacinação, para participação em feiras ou centrais de inseminação localizadas em zona livre com vacinação. O trânsito entre zonas livres veda apenas a circulação de cabeça, língua, faringe e linfonodos associados de zonas livres com vacinação para zonas livres sem vacinação.

A normativa torna obrigatória a atualização do cadastro do rebanho pelo produtor, pelo menos uma vez no ano e a obrigatoriedade de cadastro dos transportadores de animais junto ao Serviço Veterinário Oficial (SVO).

A IN entra em vigor no dia 3 de agosto. Veja na reportagem quais os riscos da retirada da vacina contra aftosa e o cronograma por estados. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink