MAPA publica ofício com prioridades para registros de agrotóxicos

Controle

MAPA publica ofício com prioridades para registros de agrotóxicos

Os principais alvos são lagartas, mosca branca, bicudo e ferrugem asiática
Por: -Aline Merladete
3853 acessos

Na última quinta-feira (04.04) o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), através da Secretária de Defesa Agropecuária publicou o ofício com a Lista de Prioridades de Registro e alteração de Registros de Agrotóxicos e afins.

As prioridades são para controle de ervas, pragas e doenças. Os principais alvos são lagartas, mosca branca, bicudo e ferrugem asiática.

De acordo com o MAPA, o processo tem como objetivo dar prioridade ao registro de produtos para o controle de pragas listadas como de grande importância econômica ou também para aquelas que hoje, existem poucas alternativas disponíveis para o controle. Os critérios para escolha das moléculas levaram em conta a disponibilidade de ativos para cada praga e cultura, levando em consideração a rotação de produtos e manejo de resistência.

Conforme o engenheiro agrônomo, Josué Verba, destacam-se uma variedade de produtos destinados ao controle de lagartas principalmente para Helicoverpa spp, Chrysodeixis includens e spodoptera spp, e Mosca Branca, para diversas culturas com combinação de ingredientes ativos já disponíveis no mercado e novos ativos.

Para a cultura do algodão, o grande problema enfrentado pelos produtores rurais é o bicudo, que também teve novos registros de produtos disponibilizados para controle.

Quanto à doenças o destaque são os produtos destinados ao manejo da ferrugem asiática, mais produtos baseados em Carboxamidas (grupo químico com maior desempenho contra a doença  estarão disponíveis em diversas combinações com triazóis , estrobilurinas e produtos multissitio.

Os herbicidas tem foco no controle de plantas que apresentam resistência: Buva, Capim-Amargoso, além de novas combinações de ingredientes ativos já usados no mercado e ampliação do número de empresas com registro de produtos genéricos de grande desempenho.

As 40 moléculas eleitas, alcançaram 22 empresas. Com 4 moléculas a Syngenta, com 3 moléculas Basf, CCAB e Rotam, com duas moléculas Bayer, Ihara, Cropchem, Dupont, Adama e Lemma. 12 empresas estão com prioridades com uma molécula: Dow, Sumitomo, BRA, Prentiss, Nelty, Dupont, Nichino, Biorisk, Oxicehm, Coromandel, Nortox e UPL.

O oficio nº 14/2019  emite recursos das outras empresas até 31 de maio de 2019.

Acesse o documento na íntegra:

https://www.agrolink.com.br/upload/noticias/anexos/2019-04-08-oficio-prioridades.pdf


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink