Mato Grosso recebe técnicos do Rally da Safra para avaliar lavouras de soja de ciclo médio e tardio

AVALIAÇÃO

Mato Grosso recebe técnicos do Rally da Safra para avaliar lavouras de soja de ciclo médio e tardio

Região Leste sofreu atraso no plantio, mas expectativa é de bom desempenho
Por:
418 acessos

O Rally da Safra, principal expedição técnica privada sobre a safra de grãos no Brasil, retorna ao Mato Grosso entre os dias 11 a 15 de fevereiro, desta vez para avaliar as condições das lavouras de soja de ciclo médio/tardio. Os técnicos da Equipe 4 estarão novamente nas regiões Oeste e Médio-Norte do Estado, mas o foco desta vez será na região Leste, iniciando as visitas pelo município de Barra do Garças. No dia 12 seguem para Água Boa e Canarana e, no dia 13, chegam em Querência. No dia 14 estarão em Confresa onde avaliarão áreas até retornarem ao ponto de partida, no dia 15.

Houve atraso no plantio da soja na região Leste em razão do clima irregular, porém as chuvas normalizaram e há relatos apontando bom desempenho das lavouras. “Esperamos ver e confirmar em campo o que ouvimos dos produtores”, diz Valmir Assarice, coordenador da Equipe 4.

As regiões Oeste e Médio-Norte do Estado foram percorridas pelo Rally entre os dias 14 e 17 de janeiro para avaliação de áreas de soja precoce que apresentaram bons resultados. De forma geral, o calendário da região Médio-Norte está dentro da expectativa e as equipes retornam a campo para avaliar as lavouras de ciclo médio/tardio. É a região com colheita mais avançada dentro do Mato Grosso. Já nas demais regiões, há um pequeno atraso para o plantio da segunda safra. “O produtor está animado com o plantio da nova safra de milho e esse pequeno atraso deverá ser contornado com o aumento da tecnologia e a continuidade das chuvas previstas em maio e junho. Agora iremos a campo ver se as lavouras de ciclo médio e tardio mantém o desempenho das precoces que já visitamos”, explica.

O Rally da Safra vai percorrer mais de 100 mil quilômetros neste ano. A área avaliada pelos técnicos corresponde a 95% da produção de soja e 72% de milho no País. A estimativa pré-Rally para a safra brasileira de soja é que sejam produzidas 124,3 milhões de toneladas – previsão a ser confirmada pelos técnicos em campo.

Equipes em campo

Nesta 17ª edição do Rally serão 11 equipes em campo, das quais oito avaliarão as lavouras de soja até o mês de março. Outras três irão a campo entre maio e junho para verificar as áreas de milho segunda safra. O levantamento acontecerá nos 12 principais estados produtores: Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins.

Além das avaliações em campo, a expedição fará oito eventos regionais e 30 cafés com produtores para debater as condições da safra brasileira.

A Equipe 1 percorreu o Médio-Norte de Mato Grosso entre os dias 14 e 17 de janeiro.

De 27 a 31 de janeiro, a Equipe 2 passou pelo Sudeste de Mato Grosso, Sudoeste de Goiás e Norte de Mato Grosso do Sul.

Os técnicos da Equipe 3 visitaram o sul de Mato Grosso do Sul, o oeste e norte do Paraná entre os dias 03 e 07 de fevereiro.

A Equipe 5 estará em campo de 16 a 20 de fevereiro, chegando em Goiânia e seguindo em direção ao Noroeste de Minas Gerais. Depois, em 19 de fevereiro, volta ao Sul de Goiás, onde realiza evento técnico em Catalão. A etapa acaba no Triângulo Mineiro, em 20 de fevereiro.

A Equipe 6 começa as avaliações em São Paulo nos dias 1 e 2 de março. Nos dias 3, 4 e 5 de março os técnicos percorrem o Norte, Centro e Sudoeste do Paraná. Está marcado evento técnico no dia 4 de março em Ponta Grossa. Depois, a expedição segue para Santa Catarina, onde ocorre o fim da equipe.

A Equipe 7 começa em Chapecó/SC em 9 de março, quando realiza evento técnico para produtores e profissionais do setor. Depois, os técnicos seguem para o Rio Grande do Sul para avaliar as lavouras de soja nas regiões das Missões, Planalto, Serra e Sul.

A Equipe 8 seguirá para analisar as lavouras de soja no o MAPITO-BA de 22 a 28 de março. No dia 23, a expedição realiza evento técnico em Luís Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia.

Nesta edição, outras três equipes avaliarão o milho segunda safra entre os dias 18 de maio e 05 de junho no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2020 tem patrocínio do Banco Santander, FMC, Corteva Agriscience (com as marcas Brevant, Enlist e Cordius), VLI, Firestone (marca pertencente à Bridgestone), Tokio Marine, além de apoio da FIESP, BR Distribuidora e Fundação Agrisus, além da Universidade Federal de Mato Grosso, Universidade Federal de Viçosa e das cooperativas Comigo, Coopavel, Cotrijal, Coamo, CooperAlfa, Sementes Batavo, Agrofava e Agrosul.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink