Mercado internacional da soja tem poucas oscilações

ANÁLISES

Mercado internacional da soja tem poucas oscilações

“O  óleo  de  linhaça  novamente não  teve cotações"
Por: -Leonardo Gottems
340 acessos

O mercado internacional da soja continuou com poucas oscilações nesse meio de semana, segundo informou a T&F Consultoria Agroeconômica. De acordo com as informações, a China registrou uma breve queda nas cotações. 

“No porto chinês de Dalian o preço flat da soja-grão teve leve queda para US$ 466,51/t, contra US$ 467,56/t no dia anterior; o pellets de soja caiu para US$ 424,65/t (425,60/t). O preço do óleo de soja, caiu para US$ 901,84/t (904,00/t). Em Rotterdam, o principal porto não-China de demanda de soja e subprodutos, a soja-grão, subiu para US$ 377,50/t (US$ 375,50/t do dia anterior)  para  novembro;  o  pellets  de  soja,  subiu,  ficando  em  US$  383,00  (378,50/t)  afloat”, indica. 

Além disso, os  preços  de  alguns  óleos  vegetais,  para  o primeiro  mês  cotado, foram: o óleo de  canola,  para  dezembro,  caiu  para  US$  904,20/t  (904,86/t).  “O  óleo  de  linhaça  novamente não  teve cotações;  o  de  soja,  para  dezembro,  recuou  para  US$  781,00/t  (781,57/ton),  o  óleo  de  girassol,  para  dezembro,  caiu  para  US$  760,00/t (770,00/t) e o óleo de palma permaneceu em US$ 682,50/t (682,50/t afloat)”, completa. 

No Brasil, a Conab divulgou um relatório de acompanhamento da safra brasileira. “Para o grão de soja, com relação à safra 2018/19, a CONAB atualizou suas estimativas de consumo, reduzindo em 200.000 tons, o que fez com que o saldo final previsto dos estoques de grãos para aquela safra fosse aumentado na mesma proporção, resultando em um estoque final estimado em 1.570,8 tons. Para as demais rubricas as estimativas de outubro foram mantidas”, analisa a T&F. 

“Já para o Farelo de Soja, a produção estimada foi atualizada para 33.110 tons, indicando uma redução de 154 tons. Também foi reduzida a previsão  de  importação  do  derivado,  ficando  agora  em  0,3  ton,  uma  redução  de  0,7  ton  em  relação  a  divulgação  de  outubro.  Como consequência destas alterações, o estoque final previsto foi reduzido em 254,7 tons, ficando em 1.839,60 ton”, conclui. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink