Mês de julho começa com chuva, frio e geadas no Rio Grande do Sul
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Nadia Borges

PREVISÃO DO TEMPO

Mês de julho começa com chuva, frio e geadas no Rio Grande do Sul

Novo ciclone não indica riscos de danos
Por: -Aline Merladete
575 acessos

Desde a quinta-feira (02.07), até sabado (04/07), a presença de uma massa de ar seco e frio manterá o tempo firme, com temperaturas mínimas próximas de 0°C e formação de geadas na maioria das regiões.

Conforme dados divulgados pela Emater, no domingo (05/07), o deslocamento de uma frente fria vai provocar chuva em todo Estado. Na segunda (06/07), o céu permanecerá encoberto e com chuva na maior parte das regiões e o tempo firme deverá predominar apenas na Campanha e Zona Sul.

De acordo com Gabriel Rodrigues, consultor do Agrotempo,  entre domingo (05.07) e segunda feira (06.07), os modelos de previsão de tempo, indicam a formação de uma frente fria associada a um ciclone posicionado no oceano, que não apresenta grandes acumulados de precipitação e nem ventos intensos. E entre terça (07.07) e quarta feira (08.07) há a presença do deslocamento de uma área de baixa pressão do sul do Paraguai em direção ao oceano, passando pelos estados do  RS e SC, dando origem a um novo ciclone. Esse ciclone entre os dias 7 e 8 pode trazer acumulados de pontuais na casa dos 50 mm em SC e norte do RS, e algumas localidades com ventos um pouco mais fortes na casa dos 70km/h, que é relativamente comum em passagens desses sistemas e que, até o momento, não apresenta novos riscos de prejuízos ou potenciais danos comparados com o evento do dia 30. O ciclone segue em monitoramento para acompanhar o avanço e/ou uma possível intensificação.

As geadas em todo o Estado marcaram o início efetivo do inverno e a fase de paralisia na produção de forragem nas áreas de campo natural. Essa restrição na oferta de volumoso deve se ampliar e afetar o desempenho da bovinocultura de corte, podendo prejudicar o estado dos animais. As chuvas acompanhadas da quebra brusca de temperatura exigiram cuidados de proteção contra as geadas em canteiros e estufas de produção das folhosas.

Para o mês, as chuvas no RS ficam dentro da normal climatológica. E em relação às temperaturas, espera-se que na média mensal esses valores fiquem também dentro da normalidade. Porém vale nos atentar que as temperaturas mínimas tendem a ser menores e as máximas maiores, indicando uma amplitude térmica - diferença entre a mínima e a máxima -  maior no decorrer dos dias, com possibilidades de amanhecer bem gelado e uma tarde um pouco mais amena. 
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink