MG surpreende com mais área para amendoim
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
AVANÇO

MG surpreende com mais área para amendoim

Estado pretendia reduzir área em 76% mas vai ter aumento de 5%
Por: -Eliza Maliszewski

O amendoim tem seu espaço na safra brasileira. No 1º levantamento de safra a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) previa uma área total de 159,3 mil hectares e uma produção de 582 mil toneladas, um avanço de 4,4% em relação à safra passada. No 2º levantamento os números são mais favoráveis. A nova projeção é de 160,7 mil hectares e uma safra de 586 mil toneladas, aumento de 5,2%.

Este incremento se deve a Minas Gerais que cultivaria apenas 400 hectares, uma queda de 76,5% em relação ao ciclo 19/20 mas vai plantar 1,8 mil hectares. Com isso a produção no estado também foi reajustada de 1,3 mil toneladas (queda de 73,5) para 6 mil toneladas (alta de 22,4%). Entre os motivos está o incremento das áreas de plantio de cunho comercial na região do Triângulo Mineiro, com lavouras altamente tecnificadas, semeadas normalmente em novembro e dezembro. Em relação a sua produtividade, a expectativa é que seja de 3.338 Kg/ha, um incremento de 14,7%. 

Em São Paulo, maior estado produtor, que espera colher 552 mil toneladas, a cultura apresenta estabilidade na área em razão de indisponibilidade de terras, bem como a menor renovação das lavouras de cana-de-açúcar. O cultivo ocorre durante a entre safra da cana-de-açúcar, sendo uma opção utilizada na nutrição do solo por meio da fixação biológica de nitrogênio.

As áreas abrangem principalmente as regiões conhecidas como Alta Paulista e Alta Mogiana, compreendidas por cidades como Tupã, Marília, Dumont, Ribeirão Preto, Jaboticabal e Sertãozinho, nas quais a produção é mais expressiva em volume. Nesta safra a produtividade em terras paulistas é estimada em 3,160 kg/ha, em mais de 148 mil hectares.

No Paraná o amendoim aindaé uma cultura de pouca expressão econômica, na qual se utiliza baixa tecnologia e é bastante consumida na época de festas juninas. A área estimada da cultura é de 2,1 mil hectares, o que representa um aumento de 5% em relação à safra 2019/20.

Também há cultivo no Rio Grande do Sul (11,6 mil toneladas); no Mato Grosso do Sul (7,2 mil toneladas); no Tocantins (1,5 mil tonelada); na Bahia (1,4 mil tonelada); no Ceará (0,5 tonelada) e na Paraíba (0,5 tonelada).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink