Milho: B3 teve dia positivo, com altas de até 1,13%
CI
Imagem: Divulgação
ESTIMATIVA

Milho: B3 teve dia positivo, com altas de até 1,13%

Em Chicago o milho está em alta, por clima no sul do Brasil, alta do petróleo e redução dos estoques de etanol
Por: -Leonardo Gottems

No mercado brasileiro do milho a B3 teve dia positivo, com altas de até 1,13%, com vencimento de março que se aproxima de R$ 100,00 por saca, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “O dia de negociações para o milho na B3 apresentou variações positivas, não para janeiro (cuja cotação recuou 0,65%), mas, para março em diante, à medida que o mercado parece estar perseguindo um valor justo de uma possível quebra na região sul, em estados como Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina”, comenta. 

“Ontem, por exemplo, a Epagri, entidade que relata a agropecuária de Santa Catarina, apontou que haverá,  sim,  quebras  por  lá,  e  que  a  produção  não deverá  totalizar  2,71  milhões,  conforme  previsto anteriormente.  No  mercado  físico,  surgem  relatos  de dificuldades  de  caminhões  para  transportar,  o  que deve paralisar ainda mais as negociações. No  fechamento  da  sessão,  o vencimento janeiro/22 foi cotado à R$ 93,08 (-0,09%); março/22  valeu  R$  97,05  (+1,13%);  maio/22  foi negociado por R$ 92,75 (+1,06%) e o julho/22 teve valor de R$ 88,02 (+0,02%)”, completa. 

Em Chicago o milho está em alta, por clima no sul do Brasil, alta do petróleo e redução dos estoques de etanol. “A  cotação  do  milho  para  março22 fechou  em  alta  de  1,18%  ou  7,0  cents/bushel  a  $ 598,0.  A  cotação  de  julho22,  importante  para  as exportações  brasileiras,  fechou  também  em  alta  de 1,31% ou $ 7,75cents/bushel a $ 597,50”, indica. 

“Perspectivas  de  menor  produtividade  e produção no sul do Brasil por conta da falta de chuvas permitiram  avanços.  Recuperação  do  petróleo  e redução dos estoques de etanol aumentam a firmeza”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.