Milho: indústrias fora do mercado local
CI
Imagem: Nadia Borges
PREÇOS

Milho: indústrias fora do mercado local

Mesmo com a colheita, os preços no Mato Grosso do Sul permanecem com a boa demanda do Sul
Por: -Leonardo Gottems

O mercado do milho do estado do Rio Grande do Sul segue com as indústrias recebendo contratos e fora de mercado local, segundo a TF Agroeconômica. “Se com Chicago não acontecia nada, sem as referências do mercado futuro para exportação o mercado travou de vez. Indústrias 100% focadas em receber aquilo que tinham de contratos futuros da segunda safra, nem sequer indicando preços para mercado disponível. As ofertas no mercado local, diferido, estão em R$ 93,00 a R$ 95,00 FOB interior”, comenta.

Em Santa Catarina continuam as compras no Paraguai, que é mais competitivo, e chegada de contratos. “O mercado continua grande movimentação. Com as novas quedas de Chicago e do dólar, os compradores baixaram ainda mais os preços e os vendedores locais se ausentaram. Houve algumas compras de milho do Centro-Oeste, especialmente Mato Grosso do Sul e Goiás e no Paraguai. Não tivemos indicações da indústria. Dizem que estão fora de mercado, recebendo contratos feitos antecipadamente para entrega na safra”, completa.

Sem as referências da exportação, dia fraco foi visto no Paraná. “Mercado local continua bem fraco, com os compradores recebendo contratos futuros e comprando no Centro-Oeste a preços mais competitivos. Hoje vimos 1k em Cascavel a R$ 86,50 CIF. Os preços recuaram 10,52% nos últimos dois meses, de R$ 95,00/saca em abril para R$ 85,00 nesta semana. O início da colheita da Safrinha no estado que, nesta semana, deverá ultrapassar 10% e o consequente aumento da oferta local, os preços ficam enormemente pressionados”, indica.

Mesmo com a colheita, os preços no Mato Grosso do Sul permanecem com a boa demanda do Sul. “Com isto, os preços ficaram cada vez mais atraentes para s indústrias do Sul do país (RS e SC), que continuam fazendo boas compras no estado a preços realmente competitivos em relação aos seus preços locais”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.