Milho futuro apresenta alta na B3
CI
Imagem: Leonardo Gottems
PREÇOS

Milho futuro apresenta alta na B3

Seguindo o USDA, os futuros do milho fecharam em alta na Bolsa de Chicago
Por: -Leonardo Gottems

As cotações do milho na B3 seguem em leve alta no dia de hoje, com olhares de traders atentos às movimentações entre o cenário de importações e o mercado interno, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “Com a tendência de alta de cotações internacionais, a leitura que se faz do mercado é que há, em um futuro próximo, uma lacuna para maiores altas’, comenta. 

“Em  relação  ao  milho  argentino,  que  vem  sendo amplamente procurado por importadores, a Bolsa de Cereais  de  Buenos  Aires  (BCBA)  divulgou  boletim onde  estima  que  94,7%  das  áreas  estão  colhidas, com  médias  iguais  ou  superiores  a  130  sacas  por hectare.  Ainda,  afirma  que  27%  das  lavouras  ainda em campo foram avaliadas como boas ou excelentes, 55%  como  normais  e  18%  como  regulares  ou  ruins. Na  semana  anterior  esses  números  eram  de  26%, 56% e 18%, respectivamente. No  fechamento  da  bolsa  brasileira,  obteve-se  os seguintes preços: setembro/21 a R$ 100,00  (+0,7%); novembro/21  a R$ 100,52 (+0,6%); janeiro/22  a  R$ 101,48 (+0,7%); março/22 a R$ 101,18 (+0,6%) e maio/22 a R$ 93,00 (+0,27%)”, completa. 

Seguindo o USDA, os futuros do milho fecharam em alta na Bolsa de Chicago. “O  relatório  do  USDA  surpreendeu  o  mercado  ao projetar  uma  produção  muito  inferior  ao  consenso médio de mercado (374 milhões de toneladas vs. 381 milhões de toneladas). O clima adverso nas regiões do noroeste do cinturão do milho levou a estimativas de safras mais baixas. Por sua vez, o volume de produção no  Brasil  também  ficou  abaixo  do  esperado, acrescentando preocupações do lado da oferta”, indica. 

“Os  futuros  fecharam  com  9  cents  de  alta  para setembro,  a  $565,25.  O  USDA  viu  o  preço  médio  à vista do milho em $ 4,40 para a safra antiga ($ 4,40 em julho) e em $ 5,75 para 2021/22 (de $ 5,60 em julho). A atualização WASDE de agosto do USDA mostrou que o primeiro vislumbre do rendimento desta temporada”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.