Milho internacional: Brasil e Argentina têm boa movimentação
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MERCADO

Milho internacional: Brasil e Argentina têm boa movimentação

“O relaxamento do imposto de importação no Brasil causou um rebuliço"
Por: -Leonardo Gottems

Brasil, Argentina, África do Sul, Coréia do Sul e Estados Unidos registraram uma boa movimentação no mercado internacional de milho no encerramento da última semana. Foi isso que informou a T&F Consultoria Agroeconômica. 

“O relaxamento do imposto de importação no Brasil causou um rebuliço, mas os preços domésticos (representados pelo índice Cepea) continuaram a subir para novas altas para o milho a R$60,87/saca. Os futuros de milho B3 foram ligeiramente mais baixos, embora os futuros de gado vivo fossem mais altos, por isso parece improvável que as quedas durem muito tempo”, comenta. 

Na Argentina, a Bunge acumulou as licenças de exportação durante a noite, representando 90% dos registros de quinta-feira. “A China não conseguiu estabelecer outra taxa de liberação consecutiva de 100% no leilão de milho de ontem, com 81% de venda, apesar dos preços recuarem 2% no leilão da semana passada. Isso pode ter aliviado algumas das suspeitas de que a China está massivamente sem milho e diminuiu a taxa de ascensão nos futuros de milho – apesar de um aumento de 20 centavos na soja”, completa. 

“O Comitê de Estimativa safra da África do Sul cortou marginalmente suas perspectivas para a safra de milho do país – menos de um ponto percentual, então não há muito o que escrever sobre isto. No entanto, os preços domésticos se firmaram especialmente para o milho branco, onde o CEC cortou 100.000 t de sua perspectiva.  Paralelamente, os dados semanais de exportação mostraram  que as exportações para a Ásia desde o início do ano de comercialização de maio continuam a subir  com a Coreia do Sul no ano anterior recebendo 260kt, Japão 120kt e Vietnã 50kt”, indica. 

“O USDA revelou outra compra de milho americano de quase um milhão de toneladas, 747kt para  a  China e outros 140kt para destinos desconhecidos”, finaliza. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink