Minas Leite incentiva o desenvolvimento da pecuária leiteira no Triângulo
CI
Agronegócio

Minas Leite incentiva o desenvolvimento da pecuária leiteira no Triângulo

Unidade demonstrativa em Romaria tem realizado cursos de capacitação para pecuaristas
Por:
Unidade demonstrativa em Romaria tem realizado cursos de capacitação para pecuaristas

A implantação de uma unidade demonstrativa do Programa Minas Leite, em Romaria, no Triângulo Mineiro, tem ajudado a modernizar a gestão das propriedades do município e região. O local é utilizado para a realização de cursos que abordam questões importantes para os pequenos pecuaristas, como redução de gastos, saúde do rebanho e qualidade da produção leiteira.


O Minas Leite é uma iniciativa da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e visa modernizar toda a cadeia produtiva do leite de Minas Gerais, gerando aumento de produtividade e renda. Segundo o coordenador técnico de Bovinocultura da Emater-MG, Feliciano Nogueira, o programa é baseado na garantia de três fatores: o aprimoramento técnico, a qualidade dos produtos e a gestão da atividade. “Esses pilares visam o desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental da propriedade”, explica. Em todo o Estado já foram implantadas 1.096 unidades demonstrativas.

Os produtores familiares recebem orientações dos técnicos da Emater-MG para conduzir suas propriedades leiteiras de forma mais eficiente, utilizando os recursos disponíveis. Entre os temas abordados estão administração da propriedade, cuidados com a saúde dos animais, melhoramento genético do rebanho, adequação da alimentação e reserva de alimentos para o período seco, planejamento do manejo de pastagens, melhorias na distribuição de água entre outros.


A unidade demonstrativa no município de Romaria foi implantada na propriedade do pecuarista Juvêncio Pereira da Silva, em 2011. Antes do Minas Leite, o produtor não fazia o controle financeiro da atividade. De acordo com Pereira, isso era um problema. Ele diz que não sabia com exatidão qual era o custo de sua produção.

Depois que adotou as práticas do programa, Juvêncio Pereira passou a ter mais segurança para tomar decisões. Além disso, ele pôde visualizar em quais períodos do ano seus custos são maiores, quais itens são mais onerosos e qual é a quantidade mínima de leite a ser produzida para obter lucro. De acordo com o pecuarista, os gastos com a atividade reduziram em 30% e a produção de leite de 150 litros /dia passou para 350 litros diários.


“Antigamente eu e minha família trabalhávamos para as vacas, agora são elas que trabalham para nós. Depois de ter aprendido como se gerencia uma fazenda, nossa renda melhorou bastante, o que incentivou os meus filhos a ficarem aqui na fazenda comigo, o que muito me agrada”, afirma.

Segundo o extensionista da Emater-MG, Diego Rezende, “estas anotações são de extrema importância para a melhoria da atividade leiteira. À medida que o pecuarista começa a utilizar índices para avaliar a estrutura de produção, ele cria padrões que poderão ser comparados com índices ideais ou até mesmo com as metas estipuladas”.


A unidade demonstrativa de Romaria também tem sido utilizada para a realização de cursos de capacitação. Duzentos e vinte e cinco produtores do município e da região já foram beneficiados. Com isso, espera-se divulgar informações que contribuam para o desenvolvimento da pecuária leiteira na região.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink