Ministério nega caso de frango com nitrofurano


Agronegócio

Ministério nega caso de frango com nitrofurano

Por:
1 acessos

Circularam rumores na sexta-feira de que o nitrofurano, antibiótico proibido no Brasil desde o ano passado, teria sido detectado em cargas de frango brasileiro desembarcadas na União Européia. A informação, entretanto, não foi confirmada pelo Ministério da Agricultura. "Não temos nenhuma notícia ou confirmação sobre o tema", disse Massao Tadano, secretário de defesa agropecuária, do Ministério. A Associação Brasileira dos Exportadores de Frangos (Abef), procurada por este jornal, não retornou a ligação.

O incidente, se confirmado, ocorre seis meses depois da detecção de traços do antibiótico em amostras de frango brasileiro, em outubro do ano passado. O uso do antibiótico é proibido pela UE.

A primeira ocorrência de presença de nitrofurano em ave oriunda do Brasil foi em abril de 2002. Na ocasião as autoridades sanitárias determinaram a análise de todas as cargas desembarcadas na UE. No Brasil o governo implantou o monitoramento das indústrias de frango e proibiu o uso de antibiótico. Apesar destas mudanças, o Brasil contestou os exames. Entre as reclamações destacou-se o fato de a Europa não ter dado dois anos de prazo para o País implantar nova metodologia.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink