Ministro da Agricultura quer investir em logística para garantir escoamento das próximas safras
CI
Agronegócio

Ministro da Agricultura quer investir em logística para garantir escoamento das próximas safras

Por:

O crescimento da agricultura brasileira é fundamental não apenas para garantir a oferta de alimentos no mercado interno e elevar as exportações do agronegócio, mas também é importante para a infra-estrutura de transporte e logística do país. “O aumento da produção agrícola é essencial para ajudar o governo a definir suas prioridades nessa área”, diz o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues. Nesta safra, o Brasil deve colher um recorde de 115,2 milhões de toneladas de grãos e em 2004 poderá chegar, dependendo do comportamento do clima, a 120 milhões de toneladas.

Recentemente, Rodrigues encaminhou aos ministros dos Transportes, Anderson Adauto, e do Planejamento, Guido Mantega, um estudo elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com os principais pontos de estrangulamento para escoar a safra. Na avaliação de Rodrigues, o levantamento da Conab ajudará o governo a direcionar os investimentos para a recuperação das estradas das principais regiões produtoras do país. “Uma boa infra-estrutura de escoamento da safra também pode contribuir para a nossa agricultura se tornar ainda mais atraente aos investimentos externos.”

Na última segunda-feira (05-05), a Conab criou um grupo de trabalho específico para avaliar a transformação de alguns armazéns públicos em unidades alfandegadas. Rodrigues anunciou uma proposta inicial para alfandegar os armazéns da empresa em Ponta Grossa (PR) e em Rondonópolis (PR). A medida ajudará a desafogar o processo de exportação pelo porto de Paranaguá e reduzirá os custos de frete aos produtores – e poderá ser estendida a outras unidades armazenadoras.

A Conab conta com 76 armazéns e poderia destinar até dez deles à estocagem de grãos que, de lá, seriam levados de trem até Paranaguá somente quando os navios estivessem no cais. Isso reduzirá o tempo de transporte da carga e diminuirá os custos de frete.

Além disso, Rodrigues pretende estimular a linha de crédito para a armazenagem da produção nas próprias fazendas. O Programa de Construção de Armazéns (Proazem), criado na safra 2001/2002, emprestou R$ 108 milhões entre julho de 2001 e março de 2003. A idéia do ministro é reforçar o Proazem no Plano Agrícola e Pecuário 2003/2004, que será anunciado até o fim de maio.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.