Mosaic compra Vale Fertilizantes e vira líder do setor no Brasil

Agronegócio

Mosaic compra Vale Fertilizantes e vira líder do setor no Brasil

Negócio de US$ 2.5 bilhões
Por: -Leonardo Gottems
5463 acessos

A norte-americana Mosaic Fertilizantes anunciou nesta segunda-feira (19.12) a compra da Vale Fertilizantes, em uma transação com valor agregado de US$ 2.5 bilhões. Com o negócio, a Mosaic se transforma na empresa líder em produção e distribuição de fertilizantes no Brasil.

“Essa aquisição trará à Mosaic uma grande oportunidade de se beneficiar do mercado agrícola brasileiro, que cresce rapidamente, e de melhorar suas condições do negócio. Enxergamos isso como uma combinação estratégica ideal para a Mosaic. Nós temos experiência comprovada em mineração e produção de fosfato, um grande registro de integrações de aquisição bem-sucedidas, bem como relações e experiência vastas no Brasil”, afirma o presidente e CEO Joc O’Rourke.

A Vale Fertilizantes tem capacidade de produção de 4,8 milhões de toneladas de fosfatados e 500.000 toneladas de potássio. Possui cinco minas brasileiras de fosfato, quatro fábricas de produção de químicos e fertilizantes e uma unidade de potássio no Brasil. Os oito mil funcionários serão integrados ao quadro da Mosaic, que chegará aos 17 mil totais.

A transação inclui também a participação de 40% da Vale Fertilizantes na mina de fosfato Miski Mayo (Peru) e o projeto de potássio em Saskatchewan (Canadá), excluindo a unidade de nitrogênio e não-fosfatados localizada em Cubatão (SP). O empreendimento de potássio em Rio Colorado, na Argentina, será analisada até a conclusão do negócio, prevista para 2017. 

“A Mosaic concordou em adquirir ativos complementares e de alta qualidade em um centro agrícola poderoso, com vantagens de custo significativas e uma avaliação atrativa. Esperamos que essa transação seja um acréscimo ao lucro e também gere um fluxo de caixa positivo, e continuaremos com nosso foco em manter uma forte classificação de crédito em grau de investimento”, afirmou Rich Mack, Vice-Presidente Executivo e CFO da Mosaic.

“À medida que os mercados de commodities e nutrição de safras melhorarem, a Mosaic terá capacidade significativa para superar a concorrência e gerar valor para os acionistas. A Vale será uma sócia minoritária valorizada e trará uma expertise brasileira significativa, a qual acreditamos que irá beneficiar Mosaic nos próximos anos", adiciona Mack.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink