Motores serão produzidos com energia do lixo
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,692 (-0,27%)
| Dólar (compra) R$ 5,46 (1,17%)

Imagem: Pixabay

TECNOLOGIA

Motores serão produzidos com energia do lixo

Projeto é da GM Canadá
Por: -Leonardo Gottems
132 acessos

A General Motors Canada, em conjunto com seus parceiros locais, anunciou a conclusão das obras de uma unidade de cogeração na planta de produção de motores em St. Catharines, Canadá, que irá melhorar a competitividade da operação ao reduzir as emissões de gases de efeito estufa efeito de estufa e custos de energia. As obras, que exigiram um investimento de US$ 28 milhões, reduzirão as emissões líquidas de gases de efeito estufa em aproximadamente 70 por cento, o que permitirá que a unidade de produção de motores e transmissão reduza os custos crescentes de eletricidade e carbono. 

A nova instalação irá produzir 6,4 megawatts a partir de gás renovável proveniente do aterro sanitário vizinho de Walker e será fornecida por meio de um gasoduto para gerar eletricidade. A GM recuperará o calor da combustão, que normalmente é considerado resíduo, para atender às necessidades térmicas da planta de propulsão de St. Catharines. 

"Este projeto de cogeração demonstra o poder das parcerias locais para gerar resultados que melhoram a produtividade, protegem o meio ambiente e atendem às nossas metas de sustentabilidade", disse Carolyne Watts, gerente da fábrica da GM St. Catharines. 

"Walker e IGRS têm o prazer de fornecer soluções ambientais de longo prazo para parceiros locais, utilizando gás de aterro como um recurso de energia renovável", disse Geordie Walker, presidente e diretor executivo da Walker Industries. "Estamos empenhados em transformar o lixo em recurso e contribuir para um futuro sustentável”, completou. 

O projeto foi facilitado por meio de parcerias com a Alectra Utilities, Integrated Gas Recovery Services e os Ontario Centers of Excellence. É o primeiro sistema de cogeração de gás de aterro industrial renovável completo em Ontário que alimenta uma indústria externa. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink