Movimento ''Te Mexe'' fortalecido no RS
CI
Agronegócio

Movimento ''Te Mexe'' fortalecido no RS

Os produtores querem aval para pagamento das dívidas em 35 anos, com abatimento que varia de 4% a 2,3% sobre o faturamento anual
Por:
Com a adesão dos sojicultores e de outros agricultores, o movimento "Te mexe, produtor" - que substitui o "Te mexe, arrozeiro" - abre ofensiva pela renegociação de dívidas acumuladas devido a crises causadas pelo clima e pelo mercado e que já somam mais de R$ 12 bilhões. Lideranças esperam reunir 7 mil pessoas no dia 25, durante a Abertura da Colheita de Arroz, em Restinga Seca. Mas, desta vez, o movimento não será de represália. Segundo o presidente do Sindicato Rural de Tapes, Juarez Petry, a ideia é demonstrar apoio ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho. "Queremos fortalecer o ministro para as negociações com a Fazenda", pontua.


O empenho tem um porquê. Os produtores querem aval para pagamento das dívidas em 35 anos, com abatimento que varia de 4% a 2,3% sobre o faturamento anual. Hoje, produtores debatem a proposta em Tupanciretã.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.