MPF defende proibição de agrotóxicos à base de MSMA
CI
Agronegócio

MPF defende proibição de agrotóxicos à base de MSMA

O princípio ativo MSMA está classificado pela Portaria Normativa Ibama n. 84, de 15 de outubro de 1996, como "Muito Perigoso"
Por:

O Ministério Público Federal em Bauru ingressou com ação civil pública pedindo a imediata suspensão dos registros de todos os agrotóxicos que contêm o princípio ativo MSMA (Metano-arseniato ácido monossódico). O produto, considerado "altamente tóxico e reconhecidamente cancerígeno" já foi proibido em diversos países europeus e sofre sérias restrições nos EUA. O princípio ativo MSMA está classificado pela Portaria Normativa Ibama n. 84, de 15 de outubro de 1996, como "Muito Perigoso", quanto ao potencial de periculosidade ambiental, ou seja, bioacumulação, persistência, transporte, toxicidade a diversos organismos, potencial mutagênico, teratogênico e carcinogênico.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.