Expo 2018

MS reforça seu papel como líder nacional em produção integrada, diz governo

Feira agrotecnológica de negócios acontecerá no período de 16 a 20 de julho do próximo ano
Por:
86 acessos

O Governo do Mato Grosso do Sul estará ao lado da Campo Grande Expo 2018, feira agrotecnológica de negócios que acontecerá no período de 16 a 20 de julho do próximo ano. A parceria foi garantida pelo secretário de Produção e Agricultura Familiar do MS (Semagro), Jaime Verruck, durante o lançamento oficial do evento, ocorrido neste sábado (04.11) no espaço Terra Nova, localizado no Km 2 da Rodovia MS 080, que liga a capital à cidade de Rochedo.

De acordo com Verruck, a temática de integração produtiva com metodologia sustentável atende a linha de pensamento do governador Reinaldo Azambuja, além do fato da iniciativa permitir que o Mato Grosso do Sul reforce seu papel como líder em atividades agregadas no agronegócio dentro do Brasil: “O Estado está à frente dos demais neste quesito. Dos 11 milhões de hectares existentes no País com sistemas integrados de produção, pelo menos dois milhões estão no MS. E esta é uma estratégia para o desenvolvimento da nossa agropecuária e agroindústria. Não temos muita área para expandir, mas contamos com espaço ainda muito bom para intensificar e integrar os modelos e segmentos produtivos”.

A Campo Grande Expo 2018 está sendo organizada dentro de um perfil fundamentalmente de negócios em linha de ponta, reunindo o que há de mais avançado em soluções, modelos e tecnologias para o produtor rural. Seu foco serão os sistemas integrados, resumidos na sigla ILPF (integração lavoura-pecuária-floresta) e suas derivações como a IPF (Integração pecuária-floresta), ILP (integração lavoura-pecuária) e ILF (Integração lavoura-floresta). 

Neste aspecto, Verruck destaca o esforço que o Governo vem fazendo para que a integração produtiva fortaleça economicamente regiões como a Costa Leste, junto ao Bolsão sul-mato-grossense, onde, segundo ele, está concentrada boa parte dos 1.056.000 hectares  plantados com eucalipto no Estado. “Um dos nossos objetivos é unir boi, floresta e agricultura e lá existem três milhões de hectares disponíveis para integrar a pecuária ao sistema produtivo, elevando a produção de carne do Mato Grosso do Sul, que já é reconhecida como a melhor do País”, observa.

Agronegócio nacional

Outro detalhe destacado pelo secretário é o impacto nacional e até internacional que a feira deve provocar em diferentes cadeias do agronegócio, atividade que vem sustentando a economia brasileira nos últimos anos. “Além das grandes empresas que atuam no Brasil, temos de convidar também grupos e empresários que atuam em países vizinhos como Bolívia e Paraguai. Além da atração de novos investidores, abriremos caminho para melhor comercializar o que produzimos”, justifica. 

Para Alessandra Piano, diretora da Certfica Agro, empresa promotora do evento, a expectativa é de reunir um público seleto e focado de aproximadamente 20.000 pessoas durante os cinco dias de feira. “Até julho de 2018 todo este nosso trabalho deve gerar pelo menos 1.500 novas vagas de trabalho”, calcula. Segundo ela, o evento será concentrado em uma área de 34 hectares (no Espaço Terra Nova) e  contará com atividades práticas, dinâmicas a campo, workshops, dinâmicas tecnológicas, espaço para tecnologias digitais aplicadas (Agricultura 4.0), rotas integradas (boi, cana, soja e floresta) além de um dia especial para a mulher agro. “A meta é potencializar o agronegócio apresentando soluções para seu desenvolvimento”, diz.

Além do secretário Jaime Verruck, que representou o governador Reinaldo Azambuja, o superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar da Semagro, Rogério Beretta, também marcou presença no lançamento da Feira. Os dois ajudaram a recepcionar autoridades como o coordenador geral de Produção Sustentável do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Mychel Gomes de Sá, além de representantes de entidades ligadas ao segmento do Agronegócio e produtores rurais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink