MT: parceria capacita Polícia Ambiental para uso de drones
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Pixabay

TECNOLOGIA

MT: parceria capacita Polícia Ambiental para uso de drones

Senar-MT garante a capacitação de 45 profissionais para operar drones que serão utilizados para auxiliar na fiscalização
Por:
47 acessos

Uma parceria entre o Batalhão da Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) do Estado de Mato Grosso, Sindicato Rural de Cuiabá e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) garante a capacitação de 45 profissionais para operar drones que serão utilizados para auxiliar na fiscalização.

Nesta quarta-feira (07.10) foi concluída a primeira turma. Até o dia 15 de outubro, acontecem mais dois treinamentos no Parque Mãe Bonifácia, sede administrativa do órgão.

A capacitação deve-se à aquisição de quatro drones, pelo batalhão. Há previsão de que – futuramente - a quantidade seja ampliada e, por isso, o objetivo é difundir o conhecimento para operacionalização, conforme explica o comandante do BPMPA, Tenente Coronel Fagner Augusto do Nascimento. "Ainda possuímos um número limitado de equipamentos, mas é importante que todos os profissionais tenham essa capacitação".

A meta é que os drones auxiliem na fiscalização de queimadas, no monitoramento dos rios durante a piracema e demais atividades fins que visam a preservação ambiental. Segundo o subtenente do BPMPA, Ronaldo de Souza Ferreira, o equipamento aumentará a segurança das equipes em áreas de conflito. "Sem dúvidas vai facilitar muito o nosso trabalho. Poderemos fazer uma varredura aérea com o equipamento, em situações hostis", explica Ferreira.

Para o engenheiro florestal e instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Thamylon Camilo Dias, os profissionais já saem habilitados para operar a aeronave. "Eles fazem a pilotagem, aprendem sobre noções básicas teóricas, legislação e recebem dicas de como o drone pode ser utilizado na perícia, em reservas legais, em monitoramentos de incêndios dentre outros".

Além dos profissionais lotados na capital, participam policiais de Cáceres, Rondonópolis e Barra do Bugres. O treinamento denominado 'Operação de aeronave remotamente tripulada – asa rotativa' tem carga horária de 24 horas e um conteúdo bastante extenso.

De acordo com o diretor de operações do Senar-MT, Carlos Augusto Zanata, popularmente conhecido como Guto Zanata, a parceria demonstra a interdependência entre os setores ambiental e agropecuário. "A nossa atividade é intimamente ligada ao equilíbrio ambiental e os bons resultados estão condicionados às boas condições do meio ambiente".

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink