MT é 2° maior produtor de madeira. Juara lidera ranking

Agronegócio

MT é 2° maior produtor de madeira. Juara lidera ranking

Dados foram divulgados pelo IBGE e se referem a exercício 2009
Por: -Marianna Peres
155 acessos

Dados foram divulgados pelo IBGE e se referem a exercício 2009

Juara, município a pouco mais de 700 quilômetros ao norte de Cuiabá, conhecido nacionalmente por deter o quarto maior rebanho do Brasil e o maior de Mato Grosso – mais de 907 mil cabeças – passa a ser conhecido também, como maior produtor nacional de madeira em tora do país, responsável por 4,5% da produção nacional. Conforme números divulgados nesta quarta-feira (24) pelo IBGE, foram extraídos 688,92 mil metros cúbicos (m³). No balanço anual, Mato Grosso ocupa o 2° lugar do ranking, atrás apenas do Pará.

A produção nacional da madeira em tora totalizou 122,15 milhões m³, sendo 87,5% proveniente de florestas cultivadas e 12,5% coletada em vegetações nativas. Sobressaem como maiores produtores de madeira do segmento extrativista o Pará, com uma produção de 5,97 milhões m³ (39,2% do total coletado no País), Mato Grosso, com 3,92 milhões m³ (25,7%) seguido de Rondônia, com 1,35 milhão m³ (8,9%), Bahia, com 1,08 milhão m³ (7,1%) e Amazonas, com 1,05 milhão m³ (7,8%).

O valor da produção da silvicultura (exploração de florestas plantadas) e do extrativismo vegetal (exploração dos recursos vegetais nativos) totalizou R$ 13,6 bilhões em 2009. A participação percentual da silvicultura no valor da produção florestal caiu de 69,3% para 66,4% entre 2008 e 2009, somando R$ 9 bilhões, enquanto a participação do extrativismo vegetal subiu de 30,7% para 33,6%. O valor do extrativismo totalizou R$ 4,6 bilhões no ano passado, dos quais R$ 3,9 bilhões provenientes da produção madeireira e R$ 685,4 milhões da produção não madeireira.

A produção de madeira na atividade extrativista (15.248.187 m³) foi 7,9% maior que a de 2008. A produção das florestas plantadas ou cultivadas também foi maior que a do ano anterior (5,6%) e somou 106,91 milhões m³.

Na silvicultura, a produção de madeira para papel e celulose somou 65,34 milhões m³, e a de madeira para outras finalidades (construção civil, movelaria, construção naval, etc.), 41,56 milhões m³. Relativamente ao ano anterior, a produção de madeira para papel e celulose aumentou 12,3%, e a de madeira para outras finalidades teve um declínio de 3,5%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink