MT institui Vazio Sanitário para safra 08/09 de algodão
CI
Agronegócio

MT institui Vazio Sanitário para safra 08/09 de algodão

Depois das ações em prol da sojicultura, ações sanitárias se ampliam pelo Estado
Por:

Mato Grosso aperta o cerco e expande ações de controle sanitário para nova temporada agrícola. O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) anunciou ontem que prepara as próximas ações de fiscalização para o período de Vazio Sanitário, só que, pela primeira vez, voltada à cultura do algodão. Ontem, chegou ao fim o período de Vazio à sojicultura, que por durante 90 dias teve seu cultivo proibido de norte a sul do Estado, como forma de eliminar a chamada ‘ponte verde’, quando os fungos da ferrugem asiática se mantêm vivos da entressafra à safra.

Para a cotonicultura, o período de Vazio tem início em 1° de outubro e se estende até o dia 30 de novembro. O agricultor tem até 20 dias após a colheita para fazer toda a destruição dos restos da cultura, as chamadas soqueiras. O agricultor tem até 20 dias após a colheita para fazer toda a destruição dos restos que a colheitadeira tiver deixado no solo.

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Rural, Neldo Egon, esse prazo corresponde perfeitamente com o pedido de quinze dias. “Os produtores terão tempo suficiente para se adequarem às normas e se prepararem para o período do Vazio Sanitário do algodão, afinal são eles os principais interessados no combate das pragas e do “bicudo-do-algodoeiro”, alerta.

Em Mato Grosso, alguns produtores tiveram dificuldades durante a safra 07/08, ao enfrentar condições climáticas pouco favoráveis. “As propriedades produtoras receberão nesse prazo de 60 dias, técnicos do Indea/MT que vão intensificar as visitas de fiscalização para a prevenção e o controle do bicudo do algodão”, lembrou Egon.

CONSENSO – Atendendo à solicitação da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), para que seja prorrogado o prazo para destruição das soqueiras do algodoeiro, em função das condições climáticas anormais ocorridas no ano de 2008, que alongaram o ciclo da cultura do algodoeiro no Estado, o Indea/MT submeteu a solicitação à apreciação da Comissão de Defesa Sanitária Vegetal CDSV/SFA-MT.

O secretário de Desenvolvimento Rural Neldo Egon e o presidente do Indea/MT, Décio Coutinho, assinaram a Instrução Normativa Conjunta N° 002/2008 Seder/Indea que estabelece o Vazio Sanitário. A Instrução já foi publicada no Diário Oficial.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.