BIXAFEM

Multinacional registra nova geração de fungicidas no Brasil

Bayer diz que ferramenta vai aumentar produtividade nas lavouras
Por: -Leonardo Gottems
2675 acessos

A Bayer CropScience recebeu o registro no Brasil do ingrediente ativo Bixafem Técnico, de uma nova geração de SDHI (Inibidores de succinato-desidrogenase). O fungicida, que pertence ao grupo químico das carboxamidas, teve o deferimento do pedido de liberação publicado no último dia 3 de Outubro de 2017 no Diário Oficial da União, com o aval do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sob o número 23617.

O Bixafem é um carboxamida pertencente à subclasse Pirazol 4, inibidor da respiração celular dos fungos patógenos, dentro do grupo de resistência FRAC 7. Tem um amplo espectro de atividade contra as doenças economicamente mais importantes dos cultivos causados por fungos das classes de Ascomycetes, Basidiomycetes e Deuteromycetes.

Com atividade sistêmica e um grande efeito residual, é absorvido pela cutícula e transferido na planta através do xilema. A velocidade de translocação é moderada, no qual é ótimo para trazer uma distribuição uniforme do ingrediente ativo em toda a folha. O modo de ação bioquímico se basa na inibição do succinato desidrogenase, um enzima do complexo II dentro da cadeia de respiração mitocondrial dos fungos.

De acordo com a Bayer, o Bixafem tem uma “excelente segurança nos cultivos em todas as formulações e em todos os cultivos de cereais. Demonstra um alto nível de atividade, assim como um excelente controle de longa duração. Somado às complementariedades fisioquímicas dos ingredientes Bixafem e Protioconazole, se desenvolve a nova base da tecnologia Fox Xpro, que estabelece novos padrões controle de doenças e traz altos rendimentos de grão”.

“O Fox Xpro faz parte do plano de investimentos da Bayer na agricultura brasileira, e será mais uma ferramenta indispensável na proteção das lavouras, contribuindo para o aumento da produtividade e sustentabilidade das principais culturas do nosso mercado”, destaca Marcos Dallagnese, gerente de Fungicidas da Bayer.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink